Campanha tem 150 pontos de coleta de DNA de parentes de desaparecidos

Mais de 2 mil famílias de desaparecidos forneceram material genético

Agência Brasil

Em todo o Brasil, mais de 150 pontos estão aptos para fazer a coleta de material genético de parentes que estão em busca de pessoas desaparecidas. Desde maio, com o lançamento da Campanha Nacional de Coleta de DNA de Familiares de Pessoas Desaparecidas, 18 famílias já conseguiram informações de entes sobre os quais não tinham notícias.

O resultado foi possível a partir de informações do Banco Nacional de Perfis Genéticos (BNPG) e dos bancos de cada estado, após os familiares participarem da campanha de coleta, coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Por meio da campanha, mais de 2 mil famílias de desaparecidos forneceram material genético.

“O intuito da ação é amenizar o sofrimento de famílias que ainda vivem o luto de ter um ente desaparecido ou não identificado. Esperamos que a população continue doando seu DNA para que mais confirmações sejam realizadas”, afirmou o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, em nota.

Material coletado

Após a coleta, o DNA é enviado para o laboratório de genética forense da instituição de perícia oficial dos estados, onde é analisado. O perfil genético obtido é enviado ao Banco Nacional de Perfis Genéticos. No BNPG, o perfil coletado é comparado com os perfis de pessoas de identidade desconhecida, de pessoas que buscam por seus familiares e de restos mortais não identificados.

O perfil genético da família só é retirado do banco após a identificação. Isso permite que novas buscas possam ser feitas à medida que os cadáveres e as pessoas de identidade desconhecida sejam cadastrados. Se a pessoa que desapareceu for encontrada, a família será avisada pela Delegacia ou pelo Instituto Médico-Legal (IML).

Atualmente, o Banco Nacional de Perfis Genéticos tem 4.169 restos mortais não identificados e material genético de 3.152 parentes de pessoas desaparecidas.

(Com informações de Agência Brasil)

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter