Comissão da CNBB disponibiliza subsídios para a 9ª Edição de Oração e Reflexão contra o tráfico de pessoas

A Comissão Episcopal Especial para o Enfrentamento ao Tráfico Humano (CEPEETH) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em parceria com a Rede Internacional Talitha Kum, fortalece a 9ª edição de Oração e Reflexão Contra o Tráfico de Pessoas e apresenta a proposta de  realização de uma “Romaria pela Dignidade Humana”.

Comissão da CNBB disponibiliza subsídios para a  9ª Edição de Oração e Reflexão contra o tráfico de pessoas
Foto: CNBB

A data de 8 de fevereiro, dia de Santa Bakhita, foi instituída pelo Papa Francisco para que as pessoas dediquem um tempo de orações e reflexões sobre o Tráfico de Pessoas. Este ano o tema é “caminhando pela dignidade”, inspirado no preâmbulo da Declaração Universal dos Direitos Humanos que define a dignidade humana como horizonte da liberdade, da justiça e da paz.

O dia mundial de oração e reflexão deste ano propõe para a igreja e sociedade a Romaria da Dignidade Humana Contra o Tráfico de Pessoas para caminhar, rezar e refletir pelas vítimas desta violência silenciosa. Estes momentos com a memória litúrgica a Santa Bakhita, intercessora das vítimas do tráfico humano colabora na dimensão da fé.

Bakhita que viveu a dor e o sofrimento da escravidão inspira nas ações concretas proposta pelo Papa Francisco, entre elas propõe a economia solidária, uma economia de cuidado, que cria oportunidades, não explora e defende a dignidade das pessoas. “Uma economia sem tráfico de pessoas é uma economia com regras de mercado que promovem a justiça e não interesses especiais exclusivos”. Afirmou o Papa Francisco.

Dados sobre a escravidão moderna

Indicadores apontaram em 2022 que 50 milhões de pessoas no mundo são vítimas da escravidão moderna. Situações de instabilidade econômica, política e ambiental são fatores que contribuem para a triste realidade no Brasil e no mundo. Mulheres e crianças continuam sendo o grupo de maior vulnerabilidade, sobretudo em países mais pobres.

No Brasil, embora o número de denúncias e resgates tenham aumentado em 2022, nos últimos anos o governo brasileiro enfraqueceu os mecanismos de proteção às vítimas e poucas ações foram realizadas para combater o crime.

Romaria pela Dignidade

A Comissão de Enfrentamento ao Tráfico Humano da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil reforça para 2023 a caminhada pela dignidade. Neste sentido produziu uma série de conteúdos (texto de apoio, cards e roteiro) para ajuda nesta jornada. A proposta de romaria para o dia 8 de fevereiro é um convite para refletir no sentido de reconhecer, descobrir, promover e construir a pauta em defesa da vida e enfrentar o Tráfico de Pessoas:

• Caminhar para reconhecer os processos que induzem milhões de pessoas, especialmente os jovens, à exploração e ao tráfico de pessoas;
• Caminhar para descobrir os passos dados diariamente por milhares de pessoas em busca de liberdade e dignidade, caminhos de cuidado, inclusão e empoderamento;
• Caminhar para promover ações de enfrentamento do Tráfico que permita redescobrir a dignidade, despertar a alegria de viver e resgatar a esperança;
• Caminhar para construir uma cultura de encontro que leve à conversão dos corações e a sociedades inclusivas, capazes de desmascarar estereótipos e tutelar os direitos de cada pessoa.

Para acesso ao material:

A comissão disponibilizou roteiro para a romaria, o arquivo está em PDF e pronto para impressão, basta fazer o download (baixar) imprimir e participar deste momento importante.

Acesse o material aqui. https://drive.google.com/drive/u/0/folders/1DV5um4UXMkC92C-UBtHRCV72Jbv0H-FR

Fonte: CNBB

Leia mais
Comissão de enfrentamento ao Tráfico de Pessoas avaliou 2022 e planejou as ações de incidência para este ano

Assine nossa Newsletter

Mantenha-se informado das novidades da Igreja e do Mundo

Clique aqui para assinar!

Deixe um comentário