Dom Arnaldo Carvalheiro Neto inicia episcopado na Diocese de Jundiaí (SP)

O 6o Bispo da Diocese de Jundiaí (SP),  Dom Arnaldo Carvalheiro Neto, assumiu o ofício na manhã do sábado, 13, em celebração no Centro de Evangelização Arca da Aliança Mãe da Divina Providência, na cidade de Várzea Paulista, que fica na área de abrangência da diocese.

Dom Arnaldo Carvalheiro Neto inicia episcopado na Diocese de Jundiaí (SP), Jornal O São Paulo
Fotos: Diocese de Jundiaí (SP)

A celebração, com a participação de cerca de 5 mil pessoas, teve entre os concelebrantes o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo; Dom Julio Endi Akamine, Arcebispo de Sorocaba, Dom Pedro Luiz Stringhini, Bispo de Mogi das Cruzes e presidente do Regional Sul 1 da CNBB; e Dom Vicente Costa, agora Bispo Emérito de Jundiaí.

Dom Arnaldo foi nomeado bispo diocesano em 15 de junho pelo Papa Francisco. Anteriormente, era bispo de Itapeva (SP).

Após ser acolhido pelos fiéis, Dom Arnaldo recebeu as insígnias pontificais do Bispo: o anel, sinal de fidelidade e da união com a Igreja; o báculo, símbolo do serviço pastoral; a mitra, habitualmente usada pelo Bispo; a cruz peitoral, que recorda que aonde o Bispo for ele é representante de Jesus Cristo e tem a missão de anunciar o Evangelho.

Dom Arnaldo Carvalheiro Neto inicia episcopado na Diocese de Jundiaí (SP), Jornal O São Paulo
Dom Arnaldo recebe o báculo de Dom Vicente

A celebração eucarística foi concelebrada por 23 Bispos, bem como pelos presbíteros da Diocese de Jundiaí e da Diocese de Itapeva.  Também participaram seminaristas do Seminário Diocesano Nossa Senhora do Desterro, religiosos e religiosas e autoridades civis, entre eles prefeitos, vice-prefeitos e vereadores das cidades da área de abrangência da Diocese de Jundiaí.

Ao saudar o novo bispo, o Cardeal Scherer pediu aos fiéis que olhassem para a Sagrada Família, para um banner com a imagem de Dom Arnaldo e para o próprio, e reparassem que todos tinham o báculo nas mãos. “Primeiramente, o báculo sustenta o próprio bispo, é o báculo do pastor, e o pastor é Jesus”, disse, recordando que muitas vezes o amor do Bispo pelo povo o leva a suportar muitas cruzes, mas que ele não deve se esquecer que está nas mãos do Ressuscitado. “Que vocês sejam felizes com o novo pai e pastor que o Papa lhes enviou”, desejou.

Na homilia, Dom Arnaldo agradeceu a acolhida recebida, falou sobre seus propósitos como Bispo de Jundiaí: “Que a exemplo da nossa padroeira, a Virgem do Desterro, sirvamos ao Senhor com todo o nosso coração, nosso entendimento e a nossa força, para que Deus manifeste em nós a sua glória e que a alegria do Senhor seja sempre a nossa força”.

Dom Arnaldo Carvalheiro Neto inicia episcopado na Diocese de Jundiaí (SP), Jornal O São Paulo

Dom Vicente, Dom Arnaldo, Dom Julio e o Cardel Scherer

(Com informações da Diocese de Jundiaí)

Deixe um comentário