Em parceria, Rede Rua e Quadra dos Bancários entregam 1,1 mil refeições diárias

Dom Eduardo Vieira dos Santos conheceu as atividades no dia 31 de março. ‘Neste momento tão difícil da pandemia, nós queremos somar forças e estar ao lado uns dos outros’, afirmou

Por comunicação da Rede Rua

Distribuição de refeições na Quadra dos Bancários (Arquivo Rede Rua)

Os movimentos e pastorais sociais que atuam junto à população de rua têm constatado que desde o início da pandemia COVID-19, o número de pessoas em busca da refeição diária tem aumentado assustadoramente. Os serviços de atendimento a esta necessidade básica tem sensibilizado muitas comunidades católicas que atuam diariamente na distribuição de alimentos para as pessoas em situação de rua e os grupos mais vulneráveis.

Desde 1o de agosto de 2020, uma parceria entre Rede Rua, a Quadra dos Bancários e o Movimento Estadual da População em Situação de Rua do Estado de São Paulo tem oferecido 1,1 mil refeições às pessoas em situação de rua, na quadra situada à Rua Tabatinguera, 192.

A iniciativa conta com o apoio do projeto “Cozinha Solidaria”, da Prefeitura de São Paulo. No dia 20 de março, um dos parceiros, o Movimento Estadual, rescindiu a parceria e passou a atuar na própria sede do Movimento. Devido à importância deste serviço neste momento em que se agrava a pandemia COVID 19, a Rede Rua e a Quadra dos Bancários decidiram dar continuidade até o mês de julho. A iniciativa tem contado com o apoio do Núcleo Regional da Cáritas na Região Sé e voluntários das igrejas do centro.

No dia 14 de novembro de 2020, ao celebrar o Dia do Pobre, a Cáritas Arquidiocesana organizou uma distribuição de café na quadra, que contou com a presença do Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano.

Visita de Dom Eduardo Vieira

Dom Eduardo Vieira com lideranças e voluntários da Rede Rua e da Quadra dos Bancários (foto: Rede Rua)

Em 31 de março deste ano, Dom Eduardo Vieira dos Santos, Bispo Auxiliar da Arquidiocese na Região Episcopal Sé, também visitou o projeto. Ele conversou com os funcionários, voluntários e a equipe do Consultório na Rua que se faz presente diariamente na prevenção da COVID-19. Um advogado contratado pela Rede Rua oferece os serviços de regularização e segunda via de documentos.

Antes que as refeições fossem servidas, Dom Eduardo foi acolhido pelo presidente da Rede Rua, o Padre Arlindo Pereira Dias, verbita.

“Este gesto emergencial não deve soar como um paliativo que substitua o direito inalienável garantido pela Constituição Brasileira ao emprego, moradia, saúde e alimentação para todos os brasileiros”, comentou o sacerdote. “É preciso continuar exigindo políticas públicas que garantam este acesso a todos!”, completou.

O diretor da Quadra dos Bancários, João Fukunaga, deu boas vindas ao Bispo e disse que ao ceder o espaço para esta atividade o sindicato deseja ver garantido os direitos básicos a todos os que ali chegam, começando pelo direito à alimentação.

Ao falar às 250 pessoas que aguardavam pelas refeições, Dom Eduardo ressaltou que a Igreja Católica Apostólica Romana quer somar forças com outras entidades e Igrejas na cidade, nos mais diversos lugares que necessitem de apoio e acompanhamento.

“Na região central da cidade, nós temos uma grande concentração de pessoas, cujos direitos não são levados em conta, devido à falta de alimento, de trabalho, de saúde e de políticas públicas”.

O Bispo também destacou o trabalho realizado pela Pastoral do Povo da rua na Cracolândia, por meio da Casa de Oração e das inúmeras equipes e pastorais que se articulam para atender aos mais vulneráveis.

“Fazemos isto com muita alegria, mas, ao mesmo tempo, com dor no coração, porque não deveria ser essa a nossa condição. O ideal seria que cada pai, cada mãe de família pudesse trabalhar, ter a sua condição digna, alimento, moradia e condições de sustentar a sua família. Neste momento tão difícil da pandemia, nós queremos somar forças e estar ao lado uns dos outros”, ressaltou.

Dom Eduardo agradeceu a todos os envolvidos na parceria, aos voluntários e prometeu seu apoio a estas iniciativas. Ao finalizar, ele recordou que trazia também a palavra do Cardeal Scherer, que tem se empenhado com as mais diversas lideranças para que “São Paulo tenha, de fato, amor pelos seus cidadãos, moradores e que possamos, assim, dar amor a todos aqueles que nos procuram e necessitam de um apoio nosso”.

Sobre a Rede Rua

A Rede Rua nasceu em 1990 no bairro do Brás com o apoio do Cardeal Paulo Evaristo Arns, então Arcebispo de São Paulo, e de Dom Antonio Gaspar, à época Bispo Auxiliar da Arquidiocese na Região Sé. Ao longo dos 31 anos, a Rede Rua tem desenvolvido atividades com a população de rua no centro da cidade e na região do Largo Treze de Maio, em Santo Amaro. A Rede Rua também é responsável pela edição mensal do jornal O Trecheiro, periódico digital com notícias sobre a população em situação de rua.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter