Equipe de Animação do Sínodo 2023 no Brasil divulga orientações para padronização da síntese diocesana

A Equipe de Animação do Sínodo 2023 no Brasil divulgou nesta terça-feira, 5 de maio, os encaminhamos e as principais orientações para a padronização do formato da síntese diocesana. Trata-se, segundo informe da Equipe, de um material não para padronizar conteúdos, mas para oferecer um suporte tanto às Equipes Diocesanas quanto ao processo subsequente de elaboração da síntese nacional.

Foto: Felipe Padilha/CNBB

As orientações foram elaboradas tendo em conta os materiais indicados pela Secretaria Geral do Sínodo. A Equipe Nacional reforça que a síntese não é o ponto final do processo sinodal na (arqui) diocese, mas uma comunicação de tal processo, que também ajudará a vislumbrar possibilidades futuras advindas de tal experiência sinodal. Como parte do processo sinodal, a Equipe Nacional recomenda que a síntese final da Igreja Local seja tornada pública.

Recomendações para a elaboração da síntese:

“É importante, portanto, que a síntese seja objetiva, mas abranja a diversidade de opiniões e vozes expressas. Também é interessante recordar que a síntese visa colher e expressar os frutos do processo sinodal de modo que sejam compreensíveis mesmo àqueles que não participaram dele, indicando como o chamamento do Espírito Santo para a Igreja foi compreendido no contexto local”.

Prazo para o envio da síntese

O documento oferece ainda orientações sobre a formatação da síntese, a estrutura e o conteúdo (introdução, corpo da síntese e conclusões) e informações úteis como quem deve produzir a sistematização final do documento. O prazo para envio da síntese diocesana é até o dia 31 de julho deste ano e o material deverá ser  enviado para a Equipe Nacional de Animação do Sínodo de 2023, no e-mail: sinodo_2023@cnbb.org.br

Para acessar o material clique aqui: Sínodo 2023 – Orientações para as sínteses diocesanas

Fonte: CNBB

Deixe um comentário