Fazenda da Esperança repudia reportagem de tv que generaliza ações de comunidades terapêuticas

Conteúdo exibido no programa ‘Fantástico’, da TV Globo, em 19 de junho questiona a seriedade e eficácia de todas as comunidades terapêuticas

Foto: Divulgação

Em nota publicada na terça-feira, 21, os responsáveis pela Fazenda da Esperança, maior comunidade terapêutica da América Latina, com 39 anos de história,  repudiaram o conteúdo veiculado pela TV Globo, no programa “Fantástico”, no domingo, 19, com generalizações depreciativas sobre a seriedade e eficácia dos trabalhos realizados pelas comunidades terapêuticas.

LEIA A SEGUIR A ÍNTEGRA DA NOTA:

Nota de repúdio à reportagem do fantástico sobre as comunidades terapêuticas

A Fazenda da Esperança, como maior comunidade terapêutica da América Latina com mais de 150 unidades espalhadas pelo Brasil e em países da Ásia, África, América Latina e Europa, repudia a reportagem exibida pelo Fantástico, da Rede Globo, no dia 19 de junho de 2022. A matéria generaliza o trabalho realizado pelas comunidades terapêuticas. Além disso, o posicionamento tendencioso da emissora fecha os olhos para entidades que promovem o acolhimento e o tratamento humanizado de jovens, homens e mulheres.

A reportagem afirma ainda a não eficácia das comunidades terapêuticas e a ausência de responsabilidade por parte das mesmas. Uma afirmação contrária à missão e aos resultados apresentados pela Fazenda da Esperança ao longo de seus quase 39 anos de história. Só no Brasil, foram mais de 9600 pessoas atendidas pelas unidades da Fazenda no ano de 2021, que buscaram um novo sentido para suas vidas, longe das drogas e do álcool.

A Fazenda da Esperança é uma Comunidade Terapêutica regulamentada pela Resolução da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) RDC n° 29 de 30/06/2011, atendendo a Lei 12.101 (Lei da Filantropia), a Política Nacional sobre Drogas, a Resolução do CONAD (Conselho Nacional de Política Sobre Drogas) n° 01 de 19/08/2015 e a Lei n°13.840 de 05 de junho de 2019. Seu método de acolhimento contempla três aspectos determinantes: o Trabalho como processo pedagógico; a Convivência em família; e a Espiritualidade para encontrar o sentido da vida.

Um diferencial da Fazenda da Esperança é acolher gestantes e mães com seus filhos pequenos, uma vez que o afeto positivo se apresenta associado ao carinho entre mãe e filho e a apropriação da responsabilidade inerente ao papel materno, demonstrando a construção real de vínculos afetivos.

Frei Hans Stapel também falou sobre o assunto em entrevista à Rede Vida de Televisão.

Deixe um comentário