Prefeitura de SP vai procurar quem não tomou segunda dose de vacina

Segunda dose é necessária para imunização completa contra a covid-19

Agência Brasil

A Prefeitura de São Paulo vai entrar em contato com as pessoas que receberam a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus, mas não foram receber a segunda dose, necessária para completar a imunização, no prazo estipulado. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, mais de 81 mil pessoas estão nessa situação.

A partir das informações cadastrais das pessoas, as unidades básicas de saúde e os agentes comunitários de saúde de cada região vão entrar em contato para saber os motivos do atraso. A secretaria aponta que podem existir diversas razões para isso, como a mudança de endereço, a espera de um acompanhante para comparecer ao local de vacinação ou esquecimento.

A pasta acrescenta que o sistema VaciVida já faz a comunicação via celular quando é a hora de tomar a segunda dose da vacina. Até o momento, na capital paulista, foram aplicadas 2,8 milhões de doses da vacina, sendo 984 mil da segunda dose.

Vacinação para a idosos de 65 e 66

No primeiro dia de vacinação contra a Covid-19 para idosos com 65 e 66 anos, na quarta-feira, 21, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) registrou 120.964 doses aplicadas. Desse total, 104.875 correspondem à primeira dose para a nova faixa etária. Isso representa 51,15% do público estimado pela Secretaria, de 205 mil pessoas entre 65 e 66 anos.

Outras 16.089 pessoas foram até os postos nesta quarta-feira para receber a segunda dose da vacina contra a Covid-19, segundo balanço da Secretaria obtido nos postos volantes e Unidades Básicas de Saúde (UBSs), que abriram no feriado de Tiradentes exclusivamente para a campanha.

A vacinação na quarta-feira foi exclusiva para primeira dose em idosos com 65 e 66 anos, profissionais de saúde com mais de 18 anos que sejam gestantes, puérperas (mães de recém-nascidos) e lactantes, ou os demais grupos já liberados para imunização segundo o Plano Municipal de Imunização (PMI) disponível na página Vacina Sampa.

A vacinação continua nos três Centros de Saúde e nas 17 unidades do Serviço de Atenção Especializada (SAE). O atendimento nos mega drive-thrus é exclusivo para os idosos de 65 e 66 anos que irão tomar a primeira dose. Já as Unidades Básicas de Saúde e os demais postos disponibilização tanto a primeira quanto a segunda dose a todos os grupos elegíveis para a campanha.

Estado

Em todo o estado de São Paulo, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, 270,8 mil pessoas não foram tomar a segunda dose do imunizante. A pasta destaca que no caso da vacina do Instituto Butantan (CoronaVac) o retorno para segunda dose deve ser feito em até 28 dias, enquanto os que receberam a vacina Astrazeneca devem receber a segunda dose em até 12 semanas.

Em todo o estado de São Paulo foram aplicadas mais de 10 milhões de doses de vacinas contra o novo coronavírus, sendo 3,4 milhões da segunda dose.

(Com informações de Agência Brasil)

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter