Projeto apoiado pelo FNS permitiu a organização da acolhida e integração de 80 migrantes no Brasil

De 1º de outubro de 2019 a 31 de março de 2020, o Serviço Pastoral dos Migrantes (SPM), com sede em São Paulo (SP), realizou o projeto “Migração, Políticas Públicas e Incidência – Construindo Caminho de Formação, de acolhida e Protagonismo com os Migrantes”.  A ação recebeu apoio do Fundo Nacional de Solidariedade  a partir dos recursos arrecadados na Coleta da Solidariedade da Campanha da Fraternidade 2019, realizada no Domingo de Ramos. O projeto capacitou 70 agentes, permitiu a acolhida direta de 80 migrantes e também atingiu 200 migrantes em ações indiretas.

De acordo com o responsável, José Roberto Saraiva dos Santos, o objetivo do projeto foi contribuir por meio da formação para fomentar e estimular a participação dos imigrantes e migrantes e agentes de base em defesa de políticas públicas em suas localidades.

O projeto permitiu a realização da 19ª Assembleia Nacional do Serviço Pastoral do Migrante de 29 de novembro a  3 de dezembro de 2019, em Luziânia-GO, da qual participaram os agentes de Pastoral de 17 estados do Brasil representando as equipes de base, coordenadores e coordenadoras, migrantes e imigrantes. Esta assembleia teve o tema “Rompendo Muros, Construindo Pontes!”.

Os participantes traçaram a estratégia nacional das atividades de acolhimento e acompanhamento em casos emblemáticos aos imigrantes e refugiados, com atenção especial em alguns casos específicos nas regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste do país.

O representante do SPM destaca que por meio dos temas trabalhados, da troca de experiência e das oficinas, os agentes que atuam no Serviço Pastoral dos Migrantes dos 17 estados do Brasil, presentes na Assembleia, saíram mais fortalecidos e capacitados para uma participação ativa na defesa de políticas públicas migratórias nas suas comunidades.

Acolhida e dignidade aos migrantes e refugiados

O projeto apoiou a organização das ações de acolhimento nas cidades de Manaus (AM), de famílias em vulnerabilidade social recém chegados da Venezuela, em Boa Vista (RR) e em Teresina (PI) com ação de visita e entrega de alimentos no acampamento de indígenas Warao também da Venezuela. Na Paraíba, em Jacumã,  foram realizadas ações na Casa do Migrante.

“No acolhimento, garantimos o atendimento das necessidades básicas de migrantes, tais como a acomodação, alimentação e higiene básico. O acompanhamento e a regulação da documentação para que eles possam ter acesso aos direitos básicos de inserção ao mercado de trabalho, saúde e educação”, informou o representante do SPM.

Também foram realizadas as oficinas Migração e Infância; Migração e Refúgio; e Migração, Gênero e pedagogias para formação de equipes locais de forma a torná-los mais capacitadas para atuarem em realidades que envolvem a migração.

O coordenador do projeto informa que por meio deste acompanhamento foi oferecido aos migrantes e aos agentes de base uma formação que os capacitou para melhor intervir na formulação e concretização das políticas públicas locais. Ele destaca que a metodologia do trabalho partiu sempre da visão de que o migrante é um sujeito de conhecimentos e de direitos.

“Buscamos uma articulação com as demais pastorais, unindo forças para responder às novas tendências migratórias e uma construção coletiva da garantia da implementação de uma política migratória mais favorável aos migrantes”, disse.

Fundo Nacional de Solidariedade (FNS)

A Campanha da Fraternidade tem como gesto concreto a Coleta Nacional da Solidariedade, realizada no Domingo de Ramos nas comunidades de todo o Brasil. Os recursos são destinados aos Fundos Diocesanos e Nacional da Solidariedade, que apoiam projetos sociais relacionados à temática da campanha de cada ano.

Em 2019, o Fundo Nacional de Solidariedade (FNS) distribuiu a quantia de R$3.814.139,81, atendendo a mais de 238 projetos. Em 2020, por causa da pandemia, não ocorreu arrecadação. Conheça alguns projetos apoiados pelo FNS. O portal da CNBB está divulgando, desde o dia 10 de fevereiro de 2021, uma série de matérias sobre cada um dos projetos apoiados em 2019.

Desde 2018, o FNS disponibiliza um site onde é possível acompanhar e saber como anda a evolução da prestação de contas de cada projeto, por meio do Portal da Transparência que pode ser acessado pelo endereço: www.fns.cnbb.org.br. Nele, há uma relação completa dos projetos aprovados. A CNBB também presta contas ao Ministérios da Cidadania e Justiça do Governo Federal, ao Ministério Público e ao Conselho de Assistência Social (CAS).

(Com informações de CNBB)

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter