Transplantes em São Paulo aumentam 52%

Este ano, são 4.928 procedimentos contra 3.237 de 2020

Divulgação/HFB

O total de transplantes realizados em São Paulo aumentou 52% até agosto deste ano, na comparação com igual período do ano passado. Em 2020, foram 3.237 procedimentos. De janeiro a agosto de 2021, mesmo com a continuidade da pandemia de covid-19, o número já chega a 4.928, segundo balanço da Secretaria de Estado da Saúde, divulgado na segunda-feira, 27.

O governo paulista aponta que a melhora dos números é atribuída a três fatores: definição de protocolos de prevenção para as cirurgias, avanço da vacinação e  queda de indicadores da infecção de covid-19. 

Em 2021, houve até agosto, 81 transplantes de coração, 77 de pâncreas, 1.106 de rim, 407 de fígado e 34 de pulmão, além de 3.223 de córnea. No ano passado, foram 75 de coração, 54 de pâncreas, 1.128 de rim, 477 de fígado, 19 de pulmão e 1.486 de córnea. 

Segundo a secretaria, diante da pandemia, foram adotados novos protocolos com triagem clínica de potenciais doadores e testes de covid-19 antes de qualquer procedimento. 

São Paulo tem, atualmente, mais de 13,7 mil pacientes aguardando um transplante de rim, 389 de fígado, 142 de coração, 117 de pulmão, sete de pâncreas e 3.484 de córneas. 

Como ser um doador

Quem quiser ser doador, basta comunicar aos familiares esse desejo. Eles são responsáveis por autorizar a doação, considerando apenas pessoas com até o segundo grau de parentesco. 

O Sistema Único de Saúde (SUS) estabelece que não podem ser doadoras pessoas com diagnóstico de covid-19 com menos de 28 dias de regressão completa dos sintomas.

(Com informações de Agência Brasil)

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter