Confira nossa versão impressa

De quem é Jesus?

Ideias, ideologias ou ideais formam um conjunto sistemático e lógico de valores e padrões que descrevem o modo de pensar e agir de uma sociedade ou de um grupo de pessoas. Quando um indivíduo aceita ou assume determinadas ideias, ele passa a fazer parte do grupo que defende uma causa específica. A diversidade das causas e das ideologias gera uma multiplicidade de referências, que pode até ser oposta e conflitante, provocando a luta de classes. Ao longo da História, a humanidade sempre foi muito marcada pelas divisões ideológicas e pelos ideais, que não poucas vezes geraram ou continuam gerando as guerras e a separação entre as pessoas. Perguntar pela ideologia de uma pessoa é perguntar de que lado ela está.

Em determinado momento da sua missão, Jesus dirige uma pergunta muito direta aos seus discípulos: “Quem dizem os homens que eu sou?” (Mt 16,13). A pergunta que foi feita não tinha por objetivo medir a aceitação ou adesão das pessoas a um ideal proposto por Jesus. Também não foi uma pesquisa de opinião pública, para redirecionar o discurso. Os discípulos também foram questionados, e à sua vez, precisaram dar uma resposta pessoal, sobre quem é Jesus. Se nas respostas das pessoas aparecia uma certa dificuldade de identificação, Pedro respondeu com mais certeza: “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo”. O próprio Jesus ressalta que essa não é uma resposta humana, mas que parte da inspiração. As respostas refletem a instabilidade humana e a certeza divina. Olhando para os acontecimentos dos nossos dias, o que podemos falar sobre Jesus?

Infelizmente, há uma divisão, em que cada lado parece defender Jesus, quando, na realidade, tudo o que defende é a própria ideologia. De uma parte, grupos com uma orientação mais à esquerda afirmam que Jesus é mártir de uma causa, e lutam pela libertação e pela igualdade de direitos. No outro extremo, estão aqueles de orientação mais à direita, fazendo uma verdadeira operação de policiamento, filtrando cada palavra e cada gesto de pessoas ou de ministros ordenados, para pregar um rótulo ou fazer uma crítica. As mídias sociais são o grande palco dessa luta, na qual não faltam artigos, notícias, posts e vídeos, apresentando a posição de uns e de outros, sempre usando a palavra de Jesus. Mais recentemente, até a questão do aborto entrou em discussão, causando dúvidas e divisões. De que lado Jesus está?

Jesus não pertence a nenhuma ideologia, Ele não está de um lado, em oposição a outro. A resposta dada pelo apóstolo Pedro é o indicativo para compreender a sua missão. Jesus é o Messias, e sua missão tem caráter salvífico universal, destinada a todas as pessoas, independentemente de classe social ou posicionamento político. Se o que separa as pessoas são as ideologias, a missão redentora de Jesus é o que as une, e, portanto, não pode ser usada para provocar outra divisão. Se deixamos crescer essa divisão ou se a fomentamos de alguma forma, é porque ainda não compreendemos a radicalidade de outra afirmação de Jesus: “Não seja assim entre vós” (Mt 20,26). O nosso serviço e a nossa dedicação são pelo Reino e não por coisas instáveis. “Somos embaixadores de Cristo” (2Cor 5,20), e esse é o motivo pelo qual nós, batizados leigos, religiosos, diáconos, padres e bispos não podemos ser de direita ou de esquerda. Sendo discípulos de Jesus, rejeitemos o que nos separa e busquemos o que nos une: a caridade fraterna e o amor ao próximo, sobretudo aos mais pobres.

Colunas relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Colunas

Quem foi o sacerdote Melquisedeque?

O Ricardo Paiva, que mora no bairro do Itaim, pede que eu fale a respeito de Melquisedeque, citado na Bíblia.

Para ter a paz no coração

É possível ter paz no coração em um tempo tão difícil como o que estamos vivendo? Minha mãe repetia-nos muitas vezes (tanto...

Ecologia integral

A celebração do Dia da Árvore, estipulada no Brasil para o próximo dia 21, antevéspera da primavera, nos dá a ocasião de...

Vem trabalhar na minha vinha

Para pregar o retiro do Ano Santo do Grande Jubileu de 2000, São João Paulo II convidou o Cardeal vietnamita François-Xavier Nguyên...

‘O que vou ser, agora que cresci?’

Quem de nós não viveu em sua biografia este dilema: “Que profissão devo escolher, o que me fará feliz?” Com certeza, passamos...

Newsletter