Confira nossa versão impressa

De quem é Jesus?

Ideias, ideologias ou ideais formam um conjunto sistemático e lógico de valores e padrões que descrevem o modo de pensar e agir de uma sociedade ou de um grupo de pessoas. Quando um indivíduo aceita ou assume determinadas ideias, ele passa a fazer parte do grupo que defende uma causa específica. A diversidade das causas e das ideologias gera uma multiplicidade de referências, que pode até ser oposta e conflitante, provocando a luta de classes. Ao longo da História, a humanidade sempre foi muito marcada pelas divisões ideológicas e pelos ideais, que não poucas vezes geraram ou continuam gerando as guerras e a separação entre as pessoas. Perguntar pela ideologia de uma pessoa é perguntar de que lado ela está.

Em determinado momento da sua missão, Jesus dirige uma pergunta muito direta aos seus discípulos: “Quem dizem os homens que eu sou?” (Mt 16,13). A pergunta que foi feita não tinha por objetivo medir a aceitação ou adesão das pessoas a um ideal proposto por Jesus. Também não foi uma pesquisa de opinião pública, para redirecionar o discurso. Os discípulos também foram questionados, e à sua vez, precisaram dar uma resposta pessoal, sobre quem é Jesus. Se nas respostas das pessoas aparecia uma certa dificuldade de identificação, Pedro respondeu com mais certeza: “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo”. O próprio Jesus ressalta que essa não é uma resposta humana, mas que parte da inspiração. As respostas refletem a instabilidade humana e a certeza divina. Olhando para os acontecimentos dos nossos dias, o que podemos falar sobre Jesus?

Infelizmente, há uma divisão, em que cada lado parece defender Jesus, quando, na realidade, tudo o que defende é a própria ideologia. De uma parte, grupos com uma orientação mais à esquerda afirmam que Jesus é mártir de uma causa, e lutam pela libertação e pela igualdade de direitos. No outro extremo, estão aqueles de orientação mais à direita, fazendo uma verdadeira operação de policiamento, filtrando cada palavra e cada gesto de pessoas ou de ministros ordenados, para pregar um rótulo ou fazer uma crítica. As mídias sociais são o grande palco dessa luta, na qual não faltam artigos, notícias, posts e vídeos, apresentando a posição de uns e de outros, sempre usando a palavra de Jesus. Mais recentemente, até a questão do aborto entrou em discussão, causando dúvidas e divisões. De que lado Jesus está?

Jesus não pertence a nenhuma ideologia, Ele não está de um lado, em oposição a outro. A resposta dada pelo apóstolo Pedro é o indicativo para compreender a sua missão. Jesus é o Messias, e sua missão tem caráter salvífico universal, destinada a todas as pessoas, independentemente de classe social ou posicionamento político. Se o que separa as pessoas são as ideologias, a missão redentora de Jesus é o que as une, e, portanto, não pode ser usada para provocar outra divisão. Se deixamos crescer essa divisão ou se a fomentamos de alguma forma, é porque ainda não compreendemos a radicalidade de outra afirmação de Jesus: “Não seja assim entre vós” (Mt 20,26). O nosso serviço e a nossa dedicação são pelo Reino e não por coisas instáveis. “Somos embaixadores de Cristo” (2Cor 5,20), e esse é o motivo pelo qual nós, batizados leigos, religiosos, diáconos, padres e bispos não podemos ser de direita ou de esquerda. Sendo discípulos de Jesus, rejeitemos o que nos separa e busquemos o que nos une: a caridade fraterna e o amor ao próximo, sobretudo aos mais pobres.

Colunas relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Colunas

Dez dias de fé e devoção a Santa Cecília

Festa da padroeira aconteceu entre os dias 13 e 22 A Paróquia Santa Cecília celebrou a festa da padroeira entre os dias 13 e 22....

Bispos da Guatemala pedem diálogo e calma em protestos no país

Manifestações são motivadas pela forma controversa pela qual o orçamento público para 2021 foi aprovado

O Papa: num momento difícil, o Advento é a “grande esperança”

Na sua saudação aos fiéis de diversas línguas, no final da audiência geral, Francisco convidou-os a dedicar momentos de oração inspirados nas semanas que...

Dom Odilo: ‘Quem confia em Deus pode esperar a salvação’

Em missa na capela da residência episcopal na manhã desta quinta-feira, 26, transmitida pela rádio 9 de Julho e pelas plataformas digitais da Arquidiocese...

Maradona jogou pela paz a pedido de Francisco

Campeão do mundo com a seleção da Argentina, em 1986, um dos maiores jogadores de todos os tempos morreu nesta quarta-feira, 25. Ele encontrou-se com o Papa, no Vaticano, em 2014

Newsletter