Confira nossa versão impressa

A divindade da ciência e a ciência da divindade

A divindade da ciência e a ciência da divindade
Arte: Sergio Ricciuto Conte

Ninguém nega a importância da Ciência, ainda mais em tempos de COVID-19. Não se pode, porém, a partir dessa qualidade notável, atribuir-lhe autoridade de Deus ou caráter de religião, muito menos supor que possa dar resposta final aos anseios últimos do homem. Seu sentido, incompleto e transitório, no fim das contas, depende de direcionamento, a embasar as finalidades de cada ato e as justificativas de cada escolha. Supõe um ato de fé inicial, uma opção, digamos, arbitrária, de que estudaremos isto e não aquilo, de que isto vale e aquilo não, sem o que estaríamos tateando às escuras, esperando por amparo num mundo em ruínas, incapaz de se explicar a si mesmo e, assim, de dar a lei a que todas as leis obedecem. Seu desenvolvimento precisa partir de valores irrenunciáveis, jamais tomar por premissa a ideia que os exclui, baseado naquele ceticismo fácil, que de científico tem muito pouco. A existência do Absoluto, o Ser imóvel em torno do qual giram as filosofias, é o princípio e o fundamento de tudo.

O caminho da Sabedoria é o que enxerga os papéis da Ciência e da Fé no tecido social e no coração de cada um. Erra-se muito ao contrapô-las, excluindo uma para deixar outra. Muito disso, claro, se deve à ignorância e à má vontade ideológica. Para afirmá-lo nem seria preciso buscar amparo na encíclica Fides et ratio (Fé e Razão), do Papa São João Paulo II, ou invocar pensadores como Blaise Pascal, homem de grande fé e de muita ciência. Basta apenas ouvir a voz do coração, que, segundo a tradição judaica, é também a voz do conhecimento. A razão dá sentido à fé e a separa da mera crendice; a fé reveste de especial dignidade a ciência e a impede de enveredar por caminhos sombrios.

Foi por ódio à religião verdadeira, por desprezo à ética fundada no único imóvel ponto do mundo que gira, por amor desmedido à razão que, no século passado, os cientistas do nazismo protagonizaram algumas das maiores aberrações que o gênero humano já testemunhou.

A Ciência não é inimiga da Fé, mas um dos seus mais importantes frutos. Como um amigo me disse, inspirado em texto bíblico (Rm 1,20): “Ciência, para mim, é o descobrimento do pensamento de Deus, o Criador. Para o cientista não crente, mas sincero, vai ser o caminho de Deus”. Independentemente da fé de cada um, ou mesmo da falta de alguma (sem que isso se converta em ativismo contrário), acredito que uma dose de boa vontade e estudo sincero acaba por desfazer essa oposição aparente que os tempos estabeleceram entre ambas.

Tão errado quanto desprezar a Ciência é lhe render culto, como fizeram algumas das piores correntes ideológicas, a exemplo do Iluminismo, Positivismo, Marxismo e materialismos em geral. Um provérbio árabe, com duas versões, faz bom resumo do que penso: “Confie em Alá, mas amarre seus camelos” ou “Amarre seus camelos, mas nunca deixe de invocar a proteção de Alá”; de modo que assumir os limites da Ciência não significa fazer oposição a ela; e sim se tornar capaz de aderir a seus esforços, de reconhecer seus méritos, sem se deixar levar pelas ilusões que cercam o idólatra, sempre a exigir do objeto de culto mais do que ele será capaz de um dia oferecer.

Colunas relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Colunas

Fratelli tutti e as polêmicas considerações sobre o neoliberalismo e o populismo

Fratelli tutti (FT) é uma encíclica social, voltada aos problemas socioeconômicos do mundo atual, regido pela economia de mercado. Nesse sentido, chama...

Rede Vida lança canais com programação educativa gratuita

Desde o dia 1º de outubro, a Rede Vida de Televisão iniciou um projeto que marca as...

Papa impõe o pálio no novo Patriarca latino de Jerusalém

Nomeado Patriarca em 25 de outubro, até então, Dom Pierbattista Pizzaballa, exercia o ofício de Administrador Apostólico do Patriarcado

Vocacionados da Arquidiocese participam de encontro com Dom José Benedito Cardoso

Na tarde do sábado, 24, na Paróquia São João Maria Vianney, Setor Pastoral Lapa, aconteceu o encontro...

Jovens sarados realizam encontro na Paróquia Santa Cândida

Paróquia Santa Cândida, o encontro Compromisso da Missão Jovens Sarados. Tradicionalmente, a atividade é realizada na sede...

Newsletter