Católicos em São Paulo se alegram por celebrar a Semana Santa presencialmente

Católicos em São Paulo se alegram por celebrar a Semana Santa presencialmente
Luciney Martins /O SÃO PAULO – abr.2019

Após dois anos com restrições para a aglomeração de pessoas a fim de evitar a proliferação do coronavírus, as celebrações da Semana Santa e da Páscoa voltarão a ser realizadas com ampla participação dos fiéis em toda a Arquidiocese de São Paulo.

Em carta ao clero no início deste mês, o Cardeal Odilo Pedro Scherer ressaltou que não há mais quaisquer restrições quanto ao número de participantes nas celebrações, mas que ainda se aconselha a manutenção do uso de máscaras dentro dos templos. “Tenhamos, portanto, a coragem de promover as celebrações e manifestações religiosas com o povo”, escreveu o Arcebispo Metropolitano.

Assim como o salmista que exalta – “Alegrei-me quando me disseram: ‘Vamos à casa do Senhor’” (Sl 122) –, padres e fiéis ouvidos pelo O SÃO PAULO relataram grande expectativa com a volta das celebrações presenciais da “Semana Maior” e da Páscoa. Leia detalhes nesta e na próxima página.

PARÓQUIA SANTA TERESA DE CALCUTÁ – REGIÃO BELÉM

No templo, na rua e de porta em porta

Católicos em São Paulo se alegram por celebrar a Semana Santa presencialmente
Arquivo paroquial

Localizada no bairro da Terceira Divisão, no extremo da zona Leste, a Paróquia Santa Teresa de Calcutá, criada em fevereiro de 2021 na Região Belém, organiza pela primeira vez a Semana Santa com ampla participação dos fiéis.

“As seis comunidades e a matriz vão se reunir cada dia numa comunidade para as celebrações do Domingo de Ramos, a Quarta-feira Santa e o Tríduo Pascal”, explicou o Padre Elson Lopes, CSSp, Pároco, ressaltando a animação dos paroquianos com a participação presencial.

“Destaco a procissão do encontro, que será em conjunto com a Paróquia Santíssima Trindade (nossa ‘paróquia-mãe’), como sinal de comunhão e testemunho cristão, e a via-sacra, na Sexta-feira Santa, preparada pelos jovens, que passará pelas ruas de todas as comunidades. No Domingo de Páscoa, teremos a visita e anúncio pascal, quando os missionários irão passar pelas casas dos paroquianos das comunidades, abençoando e levando a paz do Cristo Ressuscitado. Teremos sete equipes formadas por padre, seminaristas, irmãs, coroinhas, cantores e ministros extraordinários da Eucaristia, além daqueles que quiserem se juntar”, detalhou o Pároco.

Saiba mais no Facebook da Paróquia

PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA – REGIÃO SANTANA

É tempo de renovar as esperanças

Católicos em São Paulo se alegram por celebrar a Semana Santa presencialmente
Foto: Arquivo paroquial

“Após dois anos de restrições, este ano nos preparamos com muita esperança para as celebrações da Semana Santa. Na preparação, demos ênfase sobretudo àqueles momentos de manifestação pública da fé. Terá destaque, com certeza, a procissão de Ramos e a celebração da Paixão, que inclusive celebraremos na quadra de uma escola do bairro.”

O relato é do Padre Maurício Vieira de Souza, Pároco da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, no Parque Edu Chaves, na Região Santana.

O Sacerdote diz que também há muita expectativa pela participação dos fiéis na via-sacra que acontecerá nas ruas próximas à igreja matriz na noite da Sexta-feira Santa. E o otimismo não é por acaso: “Na reunião do CPP que fizemos bem no início da Quaresma, percebemos a grande alegria das pessoas em poder voltar a celebrar estes mistérios centrais de nossa fé católica”, detalhou.

“Esperamos que a celebração pascal nos revigore a todos e renove nossas esperanças em um mundo melhor depois desses anos de grande sofrimento”, complementou o Pároco.

Saiba mais no Facebook da Paróquia

PARÓQUIA SÃO JOÃO CLÍMACO – REGIÃO IPIRANGA

Com grande empenho dos jovens

Católicos em São Paulo se alegram por celebrar a Semana Santa presencialmente
Foto: Arquivo paroquial

Resgatar a tradição das práticas celebrativas e devocionais que eram realizadas antes da pandemia tem sido uma das prioridades desta Quaresma na Paróquia São João Clímaco, na Região Ipiranga, algo que também ocorrerá durante a Semana Santa.

De acordo com Amanda Bezerra Mendes, da Pastoral da Comunicação, tem havido grande procura pelo sacramento da Reconciliação por pessoas de diferentes idades.

“Destacamos também que nossa juventude tem se empenhado em preparar meditações, ações que possam envolver as pessoas durante o período da Semana Santa, para se dedicarem ainda mais à contemplação dos mistérios da redenção. Eles vão fazer isso pelas redes sociais. Também estamos programando a caminhada penitencial da Sexta-feira da Paixão com as imagens de Nossa Senhora das Dores e do Senhor Morto, recordando assim as dores de nosso Redentor e reforçando o com- prometimento de nossa fé, caminhando até a Páscoa”, detalhou Amanda, explicando ainda que muitas pessoas têm procurado se informar sobre os dias e horários das atividades: “Dá, sim, para dizer que o povo está sedento para viver de forma presencial as celebrações da Semana Santa”.

Veja mais detalhes no Facebook da Paróquia

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DAS DORES – REGIÃO BRASILÂNDIA

O mistério da Paixão de Cristo volta à cena

Católicos em São Paulo se alegram por celebrar a Semana Santa presencialmente
Foto: Arquivo paroquial

Realizada desde a década de 1990, a encenação da Paixão de Cristo é uma tradição da Paróquia Nossa Senhora das Dores, em Taipas, na Região Brasilândia. Após alguns anos sem acontecer, voltará à cena na Sexta-feira Santa, 15, às 19h, na matriz paroquial, com a participação de cerca de 40 pessoas, metade do elenco de anos anteriores.

“Percebemos nas conversas com a comunidade que as pessoas estão com grande expectativa para prestigiar a história das histórias. A emoção, a oração, cada cena nos leva a Deus”, contou Roberto Bueno, diretor do Grupo Teatral Arte de Viver, responsável pela encenação feita em parceria com o Grupo Gattu de Teatro.

A direção espiritual é do Padre João Henrique Novo do Prado, Pároco desde fevereiro. O Sacerdote destaca outras ações realizadas na preparação para a Páscoa, como um retiro quaresmal que ocorreu ao longo dos últimos cinco domingos na igreja matriz, com a exposição do Santíssimo e um momento de adoração e meditação do texto do Evangelho. “Iremos celebrar intensamente o grande mistério da nossa fé: Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus. O nosso povo tem grande expectativa, após ficarmos dois anos sem celebrações presenciais na Semana Santa”, assegurou.

Saiba mais detalhes no Facebook da Paróquia

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS – REGIÃO BRASILÂNDIA

‘Inundados de grande esperança’

Católicos em São Paulo se alegram por celebrar a Semana Santa presencialmente
Foto: Arquivo paroquial

A maior de todas as festas e momento propício para o recolhimento, oração e doação. É com essa animação que os fiéis da matriz e das 15 comunidades da Paróquia Nossa Senhora das Graças, no bairro Morro Doce, na Região Brasilândia, se preparam para viver a Semana Santa e celebrar o verdadeiro sentido da Páscoa.

Momentos celebrativos e missas estão programados na matriz e nas comunidades, bem como no espaço Rincão Santo Aníbal, que tem capacidade para milhares de pessoas, e no qual ocorrerão, por exemplo, a missa da Quinta-feira Santa, 14, às 19h, e a Vigília Pascal, no sábado, 16, às 19h30, bem como uma das missas do Domingo de Páscoa, 17, às 9h30.

“Após dois anos sem participarmos das celebrações em todas as comunidades, temos visto em nossa Paróquia e comunidades o retorno integral de nossa população, mesmo ainda com o uso obrigatório de máscaras dentro das capelas. O povo tem participado com grande afinco. E inundados de grande esperança na Semana Santa não será diferente”, consta no relato enviado pela secretaria da Paróquia, cujo Pároco é o Padre João Inácio Rodrigues, RCJ.

Veja maos detalhes no Facebook da Paróquia

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA PIEDADE – REGIÃO SANTANA

‘O ponto alto é a fé no Cristo Ressuscitado’

Católicos em São Paulo se alegram por celebrar a Semana Santa presencialmente
Foto: Arquivo paroquial

Em uma paróquia que tem, além da igreja matriz, oito comunidades, abrangendo uma área com 40 mil habitantes, proporcionar que todos possam participar das celebrações da Semana Santa requer um detalhado planejamento, e é o que vem sendo feito na Paróquia Nossa Senhora da Piedade, no Setor Jaçanã, da Região Santana, sob a coordenação do Padre Luís Isidoro Molento, Pároco, com o apoio de sacerdotes saletinos e salesianos e do Padre Moisés Facchini, missionário da Consolata.

Ao longo da Semana Santa, acontecerão celebrações simultâneas, sempre em três locais da paróquia (matriz e comunidades).

“A Vigília Pascal será a catalisadora de toda a Semana Santa, pois na matriz iremos abençoar oito círios, correspondentes a cada capela. A fé no Cristo Ressuscitado será o ponto alto da Semana Santa”, assegura o Pároco, destacando que nesta Quaresma muitos fiéis procuraram pelos sacramentos e momentos de oração e de espiritualidade.

“Pelo que temos nos dias de confissões, na via-sacra, no interesse do povo em saber dos horários de procissão e das missas nas capelas, há o claro desejo da participação presencial; afinal, é na igreja que nós partilhamos tudo: a esperança, o amor, a caridade”, comentou Maria Aparecida Barbosa Freschi, da Pastoral do Batismo na Capela São João Batista.

Saiba mais detalhes no Facebook da Paróquia

PARÓQUIA SÃO JOAQUIM – REGIÃO SÉ

Entusiasmados em vivenciar a Semana Santa

Católicos em São Paulo se alegram por celebrar a Semana Santa presencialmente
Foto: Arquivo paroquial

Assim como em outras paróquias da Região Sé, na São Joaquim, no Setor Aclimação, é grande a expectativa para a vivência da Semana Santa.

“Nas nossas missas, cada vez mais vemos a presença dos paroquianos e se percebe um entusiasmo muito grande. Das atividades que estão sendo programadas para a Semana Santa, destaco as mais tradicionais. As pessoas estão sedentas de participar, de vivenciar este momento”, comenta Alexandre Machado, ministro extraordinário da Sagrada Comunhão.

À frente da Paróquia estão os Padres Geraldo Pedro dos Santos, Administrador Paroquial, e Antonio Genivaldo C. de Oliveira, OMI, Vigário Paroquial, para quem mais do que o aumento na quantidade de pessoas, o que se espera é “que possamos bem celebrar esse difícil momento vivido na pandemia, como o povo do antigo Israel na esperança de dias melhores; e como cristãos animados pela esperança de que a vida vence a morte”, afirma o Vigário, apontando, ainda, que “a celebração da Paixão do Senhor, na Sexta-feira Santa consegue associar tantas situações de sofrimento de nosso povo. Isso reforça a necessidade de enfatizar a mensagem pascal. É a vida que vence a morte! A memória do sofrimento vivido é renovada na ressurreição!”.

(Colaborou: Ruy Halahz)

Saiba mais no Facebook da Paróquia

PARÓQUIA SÃO PEDRO APÓSTOLO – REGIÃO LAPA

À espera do momento de avivamento da fé

Católicos em São Paulo se alegram por celebrar a Semana Santa presencialmente
Foto: Arquivo paroquial

A cada reunião preparativa das atividades da Semana Santa, as lideranças pastorais da Paróquia São Pedro Apóstolo, na Região Lapa, expressam alegria e motivação em poder celebrar a Semana Maior presencialmente.

É o que assegura o Pároco, Padre Marcos Cardoso, rogacionista. “Será um recomeço e avivamento da fé de todos os nossos paroquianos e comunidade, que poderão testemunhar e participar dos momentos fortes de nossa fé, vivenciando bem a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus”, comentou, projetando grande participação em momentos como a procissão do Domingo de Ramos, a celebração da instituição da Eucaristia, na Quinta-feira Santa e a Vigília Pascal.

Percepção semelhante tem Rodrigo Vasconcelos Barbosa, da Pastoral da Liturgia/Coroinhas: “As missas aos fins de semana têm tido uma grande participação de fiéis. Em relação à Semana Santa, em se tratando de um momento tão importante para nós, católicos, acredito que teremos uma boa participação da comunidade; e poderemos e devemos viver esse momento presencial com intensidade e com forte espiritualidade”.

Saiba mais no Facebook da Paróquia

PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO DO PARI – REGIÃO SÉ

Participação deve ser igual ao período pré-pandemia

Católicos em São Paulo se alegram por celebrar a Semana Santa presencialmente
Foto: Arquivo paroquial

A programação da Semana Santa na Paróquia Santo Antônio, no Pari, Região Sé, vem sendo amplamente divulgada durante as missas e também pelas redes sociais.

A missa da Santa Ceia, com o rito do lava-pés; o ato da Paixão de Cristo; e a Vigília Pascal são os momentos que devem reunir a maior quantidade de fiéis. Além disso, neste ano haverá a retomada da via-sacra, com os membros das pastorais contemplando cada estação.

Conforme informações da secretaria paroquial, a expectativa é de que a participação de fiéis seja semelhante ao período anterior à pandemia de COVID-19. “Percebe-se que há grande interesse das pessoas em vivenciar esses grandes momentos da Semana Santa. Os grupos de liturgia estão escalados para se organizar e se preparar adequadamente para essas celebrações.”

Saiba mais no Facebook da Paróquia

PARÓQUIA SANTA PAULINA – REGIÃO IPIRANGA

O interesse pelas celebrações é crescente

Católicos em São Paulo se alegram por celebrar a Semana Santa presencialmente

Em Heliópolis, na zona Sul, está localizada a Paróquia Santa Paulina, na Região Ipiranga. De acordo com o Padre Israel Mendes, Pároco, os preparativos para a Semana Santa estão sendo vividos com entusiasmo.

“Conseguimos organizar para que, desde o Domingo de Ramos até o dia da Páscoa, toda a Paróquia se envolva nas atividades. Teremos três procissões no Domingo de Ramos. Haverá a Procissão do Encontro na segunda-feira; na terça-feira, a meditação das Sete Dores de Nossa Senhora, com confissões individuais; e na quarta-feira, uma celebração penitencial também com confissões”, detalhou o Pároco, explicando, ainda, que as celebrações do Tríduo Pascal serão na igreja matriz e que ocorrerá uma procissão com a meditação da via-sacra após a ação litúrgica da Paixão do Senhor, às 15h. “As crianças da Catequese estão organizando uma via-sacra em que vão encenar as estações na parte da manhã na Sexta-feira Santa”, complementou.

“Temos percebido, graças a Deus, uma participação maior do povo, um interesse maior em viver a Quaresma. Antes a via-sacra meditada realizada antes das missas nas sextas-feiras da Quaresma era pouco participativa; hoje, está sempre cheia. Acredito que não será diferente na Semana Santa”, projeta o Sacerdote.

Saiba mais detelhes no Facebook da Paróquia

Deixe um comentário