Dom Odilo: a cidade de São Paulo nasceu de uma missão religiosa e com uma vocação humanitária

Dom Odilo: a cidade de São Paulo nasceu de uma missão religiosa e com uma vocação humanitária
Foto: Luciney Martins/O SÃO PAULO

A proximidade da festa da Conversão de São Paulo Apóstolo, Patrono da Arquidiocese de São Paulo, e da fundação da capital paulista, em 25 de janeiro, esteve em destaque nas reflexões do Cardeal Scherer, no programa “Encontro com o Pastor”, da quarta-feira, 19, na rádio 9 de Julho.

“Nem sempre recordamos o início da cidade de São Paulo, que aconteceu em torno de uma missão, a partir de uma missão religiosa dos padres jesuítas com os indígenas aqui nesse Planalto de Piratininga 1554, quando aqui foi celebrada a primeira missa inaugurado pequeno colégio”, observou.  

Na sequência, o Arcebispo apontou que ao contrário das histórias que se contam muitas vezes e que não são reais, os jesuítas vieram com propósitos missionários, não de exploração. Assim, também “não era só religioso o trabalho de jesuítas. Era um trabalho humanitário, onde estava presente o cuidado dos doentes e o cuidado da educação”.

“A cidade de São Paulo nasceu entorno de uma missa, entorno de um colégio, de uma missão religiosa e com uma vocação humanitária, de diálogo, educação. Vocação de promover uma sociedade respeito, pacífica, dialogante e de solidariedade”, destacou.

Dom Odilo, por fim, recomendou aos fiéis que levem esses propósitos do início da capital paulista para as paróquias e sociedades, fazendo assim ambientes mais cristãos e de diálogos.

OUÇA A ÍNTEGRA DO PROGRAMA “ENCONTRO COM O PASTOR”

Deixe um comentário