Na Brasilândia, Dom Odilo preside missa no jubileu da Paróquia Imaculado Coração de Maria

Na Brasilândia, Dom Odilo preside missa no jubileu da Paróquia Imaculado Coração de Maria, Jornal O São Paulo
Jessica Silva

No sábado, 3, os fiéis da Paróquia Imaculado Coração de Maria, Setor São José Operário da Região Brasilândia, se reuniram para o encerramento das comemorações dos 30 anos da fundação da Paróquia, em uma missa realizada no Colégio Coronel José Hermínio Rodrigues, no bairro Jardim Tereza. 

A Eucaristia foi presidida pelo Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo, tendo como concelebrantes os sacerdotes da Congregação dos Cônegos Regulares Lateranenses, Padres Dorival Leite, Mario Scopel, Juscelino Santana; e o Padre Gilson Feliciano, da Congregação de São Vicente de Paulo. 

Na homilia, Dom Odilo ressaltou a importância de ser paróquia dentro e fora dos templos, lembrou que Jesus Cristo está no meio do povo e reúne a todos como família de Deus, como seus discípulos, comunidade de batizados que professam a fé e caminham conforme o Evangelho e os Dez Mandamentos. 

Após a missa, houve uma encenação teatral conduzida pelo grupo de Crisma, com atos até a coroação da imagem do Imaculado Coração de Maria. O primeiro ato retratou a Criação; o segundo, o nascimento de Jesus; o terceiro, representou o Espírito Santo que repousa sobre a comunidade de Jerusalém; o quarto, teve a entrada da imagem de Nossa Senhora, Mãe do Imaculado Coração; e, por fim, no quinto, ocorreu a coroação da imagem mariana. 

HISTÓRICO 

Na década de 1970, a Paróquia Imaculado Coração de Maria – a Capela da PUC-SP –, na Região Sé, doou um terreno para a construção de um espaço celebrativo no Jardim Princesa, na zona Noroeste. 

Em dezembro de 1992, essa comunidade, então pertencente à Paróquia Nossa Senhora Aparecida, na Vila Souza, tornou-se igreja matriz da Paróquia Imaculado Coração de Maria, que desde 1984 estava sob os cuidados pastorais da Congregação de São Vicente de Paulo. Os Vicentinos, como são mais conhecidos, estiveram à frente da Paróquia até fevereiro de 2021, quando os cuidados pastorais passaram à Congregação dos Cônegos Regulares Lateranenses. 

Por Jéssica Silva e Breno Santos
Colaboração especial para a Região Episcopal Brasilândia
(Com informações complementares do portal ArquiSP) 

Deixe um comentário