Natal: ‘O Filho de Deus se fez um de nós para elevar a nossa humanidade e nos salvar’

Afirmou o Cardeal Odilo Pedro Scherer, na Solenidade do Natal do Senhor, na Catedral da Sé

(Notícia atualizada às 12h20)

Natal: ‘O Filho de Deus se fez um de nós para elevar a nossa humanidade e nos salvar’, Jornal O São Paulo
Dom Odilo Scherer preside missa da Solenidade do Natal, na Catedral da Sé

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo, presidiu, na manhã deste domingo, 25, a missa da Solenidade do Natal do Senhor, na Catedral da Sé. 

“Este é um dia santo, o dia que o Senhor fez para nós, manifestou a sua glória, sua presença, sua proximidade e a salvação”, afirmou Dom Odilo. 

NOITE SANTA

As celebrações da Natividade do Senhor foram abertas na Catedral com a Missa da Noite do Natal, celebrada à meia-noite, quando o toque dos 61 sinos anunciou para a capital paulista uma grande alegria: “Nasceu para nós o Salvador, que é Cristo o Senhor”, como afirma o refrão entoado nessa liturgia.

A Eucaristia da madrugada foi antecedida pelo tradicional concerto da São Paulo Schola Cantorum, ainda na noite do sábado, 24, que apresentou diversas canções natalinas.

Logo no início da missa, foi entoado o hino do anúncio do Natal, também conhecido como Kalendas. O texto, que se encontra no Martirológio Romano, é uma recapitulação da história do povo de Israel, lida a partir da Encarnação de Jesus Cristo, vista como o centro da história.

“Jesus Cristo, Deus Eterno e Filho do Eterno Pai, querendo santificar o mundo com a sua vinda, foi concebido por obra do Espírito Santo e se fez homem; transcorridos nove meses nasceu da Virgem Maria em Belém de Judá. Eis o Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo a natureza humana. Venham, adoremos o Salvador. Ele é o Emanuel, Deus Conosco”, diz um trecho do hino.

LEIA TAMBÉM:
Por que existem quatro missas diferentes para celebrar o Natal do Senhor?

GRANDE LUZ

O tema de destaque da liturgia desta missa é a luz. Na primeira leitura (Is 9,1-6), o profeta Isaías anuncia: “O povo, que andava na escuridão, viu uma grande luz; para os que habitavam nas sombras da morte, uma luz resplandeceu”.

Ao mesmo tempo, os textos ressaltam que Jesus veio ao mundo para trazer a paz, inserindo-se na realidade humana para transformá-la. “Nascia o salvador não apenas de um povo, mas de toda a humanidade. Aquele que não foi logo reconhecido, mas que, aos poucos, é reconhecido em todo mundo”, afirmou.

Na homilia, o Arcebispo sublinhou que os cristãos celebram o Natal como um acontecimento de Deus na história do mundo e na história de cada pessoa. “Ouso dizer que, depois da criação do mundo, o maior acontecimento da História foi o Natal, o nascimento de Jesus”, disse.

NO MEIO DE NÓS

“Deus enviou o seu Filho para estar no meio de nós, para compartilhar a nossa realidade humana. O Filho de Deus se fez um de nós para elevar nossa humanidade a uma condição a qual, por nós mesmos, jamais poderíamos sonhar”, continuou o Cardeal, afirmando que, mesmo assim, nem todas as pessoas acolheram Jesus. “Mas a todos aqueles que o acolheram, deu-lhe a capacidade de se tornarem filhos e filhas de Deus”, completou.

“Jesus veio, portanto, como um presente do céu para nós”, enfatizou Dom Odilo, explicando de onde vem o costume de trocar presentes na época do Natal, recordando o que diz a oração sobre as oferendas dessa missa: “O céu e a terra trocam os seus dons”. “O céu nos dá o que tem de melhor, o Filho de Deus, a terra dá ao céu o que tem de melhor, a nossa pobre humanidade. Deus não fica mais pobre, mas nós ficamos muito enriquecidos. Nossa dignidade é elevada ao céu”, afirmou.

Por fim o Arcebispo convidou todos a alegria de viver o mistério do Natal com intensidade nos próximos dias. “É um dom imenso para todos nós. Corremos o risco de, talvez, ficarmos somente na superfície. Deus nos dá uma graça imensa. Acolhamos este mistério, deixemo-nos que ele nos envolva e nos faça felizes”, concluiu.  

No fim da celebração, a imagem do Menino Jesus foi levada em procissão até o presépio montado no interior da Catedral, onde foi venerada por dom Odilo e os fiéis.

O Cardeal Scherer também preside a missa do Natal do Senhor com pessoas em situação de rua no Arsenal da Esperança, na Mooca, às 17h.

Saudação de Natal do Cardeal Odilo Pedro Scherer

Deixe um comentário