Um Natal com fé, esperança e caridade

Organizações católicas e paróquias já se mobilizam para ações natalinas em favor de quem mais precisa

Um Natal com fé, esperança e caridade, Jornal O São Paulo
(Instituto Meninos de São Judas Tadeu)

Celebração da vida, o Natal é a época do ano em que as pessoas mais estão sensíveis aos valores da dignidade humana, perante o mistério de um Deus que se faz um de nós para nos falar de esperança e de solidariedade.

Os dias que antecedem o Natal evocam sentimentos de bem e gratuidade, sistematizados em muitas iniciativas que proporcionam esperança e dignidade a crianças e famílias em situação de vulnerabilidade social, como o jornal O SÃO PAULO apresenta a seguir.

COR UNUM AMPLIA INICIATIVAS

Um Natal com fé, esperança e caridade, Jornal O São Paulo
Participantes do Cor Unum preparam kits de higiene para doação ao Instituto de Infectologia Emílio Ribas (Paróquia Nossa Senhora do Brasil)

Paroquianos e voluntários da Paróquia Nossa Senhora do Brasil, na Região Sé, se uniram em várias frentes de ação na associação Cor Unum, com o intuito de ajudar os irmãos em situação de vulnerabilidade social.

Uma das frentes de atuação – ou braços, como chamam os organizadores – é o Kits Cor, que mensalmente viabiliza a doação de aproximadamente 300 kits de higiene pessoal e chinelos às pessoas internadas no Instituto de Infectologia Emílio Ribas (IIER).

“Os kits são frutos de doações da comunidade e que beneficiam os pacientes que necessitam de itens como xampu, condicionador, pente, sabonete, escova e creme dentais e chinelos”, comenta uma das articuladoras do Cor Unum, que pede que não seja identificada, uma vez que fala em nome de todo o grupo.

Padre João Inácio Mildner, Capelão do IIER e Assistente Eclesiástico Arquidiocesano da Pastoral da Saúde, enfatizou a importância desta ação de solidariedade.

“É um projeto de amor, de solidariedade e fraternidade, que garante aos pacientes kits de higiene individualizados, um gesto que permite que eles possam escovar os dentes, tomar banho e andar no quarto com segurança, sem se machucarem”, detalhou o Sacerdote ao O SÃO PAULO.

Em novembro, a demanda de solicitações aumentou e o Cor Unum doou mais de cem kits de higiene ao Serviço Franciscano de Solidariedade (Sefras), mantido pela Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil (Sefras), e a mesma quantidade para a Fraternidade O Caminho.

“Ajudar a quem precisa renova em nós o verdadeiro sentido do Natal – abrir o coração para acolher e devolver dignidade às pessoas que necessitam”, disse uma das voluntárias.

No dia 20, o Cor Unum participará da campanha de Natal na Paróquia São Vito Mártir, no Brás, com a doação de cestas básicas, e o grupo de jovens da Paróquia Nossa Senhora do Brasil vai distribuir brinquedos para mais de 120 crianças carentes.

“Neste Natal, queremos, de modo especial, agradecer todas as doações recebidas e renovar o desejo de continuar essa obra de amor e gratuidade e atingir a meta de poder ajudar ainda mais a quem precisa”, disse uma das voluntárias.

DIAS AINDA MAIS FELIZES NO INSTITUTO MENINOS DE SÃO JUDAS TADEU

Um Natal com fé, esperança e caridade, Jornal O São Paulo
Crianças recebem doações nas ‘Sacolinhas de Natal’ no Instituto Meninos de São Judas Tadeu (Instituto Meninos de São Judas Tadeu)

O Instituto Meninos de São Judas Tadeu (IMSJT), vinculado aos Padres do Sagrado Coração de Jesus (Dehonianos), na zona Sul da capital, fundado há 75 anos, arrecada todos os anos, por ocasião do Natal, itens para distribuir aos atendidos nos nove centros mantidos pela congregação.

Com a Campanha “Sacolinhas de Natal”, os 2 mil atendidos, até 17 anos, receberão um kit composto de roupas, sapatos e brinquedos.

“O objetivo é proporcionar um Natal de esperança e dar um presente que seja de uso pessoal”, explicou à reportagem o Padre Cristiano Francisco de Assis, Diretor do instituto. O Sacerdote informou que para ser voluntário nesta ação basta que a pessoa se dirija à recepção do IMSJT e retire uma sacolinha que já traz a identificação da idade da criança e sugere quais itens comprar.

“A generosidade dos doadores é algo que surpreende. Além, dos itens indicados, sempre acrescentam doces e chocolates”, comentou o Padre, destacando que a entrega das sacolinhas acontecerá na sexta- -feira, 24, em um momento de confraternização das crianças, com os colaboradores e os religiosos.

Outra forma de contribuir com as ações do IMSJT é tornar-se um benfeitor do Instituto ou adquirir itens do bazar.

MUTIRÃO DE AÇÕES NA PARÓQUIA SANTA CRUZ

Um Natal com fé, esperança e caridade, Jornal O São Paulo
No Natal, Paróquia Santa Cruz, na Região Episcopal Santana, vai ampliar ações caritativas (Paróquia Santa Cruz)

A Paróquia Santa Cruz, na Região Episcopal Santana, conduzida pelos Padres da Congregação Servos da Caridade (SdC), por ocasião do Natal, promove nas pastorais várias ações sociais em prol dos irmãos necessitados.

Sacolinhas de Natal

Um dos gestos concretos é a “sacolinha de Natal”, promovida pela Pastoral da Criança. Em média, 73 crianças são beneficiadas.

“A ação conta com a ajuda de ‘padrinhos’ e ‘madrinhas’ que adotam uma criança com a doação de itens que são entregues na sacolinha. Para isso, pedimos a doação de roupas, calçados, brinquedos, calcinhas ou cuecas, meias e produtos de higiene”, destacou Carla Marta Belli, 67, professora aposentada e coordenadora da Pastoral na Paróquia. Ela enfatizou que o objetivo é arrecadar os itens para todas as crianças que estão cadastradas na Pastoral da Criança e atingir também os irmãos destas crianças com idade até 10 anos.

Carla ajuda, todos os anos, a arrecadar doações, montar os kits e entregar os presentes. “Vemos as crianças crescendo e muitas vêm nos agradecer por todo o trabalho realizado. É muito gratificante”, contou.

“Tudo é feito pensando na celebração do Natal em família. As sacolinhas, por exemplo, são entregues para as crianças, e suas famílias recebem uma cesta básica com itens natalinos, um panetone e um frango congelado para a ceia”, ressaltou, reforçando, ainda, a doação de itens de enxoval para as gestantes.

Claudia Machado de Campos, 52, é uma das “madrinhas” que todos os anos participam da campanha: “Esse é um gesto de generosidade, e poder ajudar é uma forma de agradecer a Deus tudo o que Ele me proporciona. Como não tenho filhos, a ação me permite acolhê-los como filhos do coração”. Este ano, ela doou os itens para a confecção de três sacolinhas.

Saciar a fome

Iniciada no meio da pandemia em 2020, a Pastoral da Solidariedade Guanelliana, outra ação da Paróquia que foi reconhecida com a Medalha São Paulo Apóstolo 2021, irá distribuir aproximadamente 150 marmitas para a ceia de Natal.

“A Pastoral nasceu da necessidade de amenizar o drama da fome. O Natal é uma celebração em família, e muitas não têm o básico para viver. Assim, decidimos, como equipe de solidariedade, estender a ação e doar as marmitas com comidas típicas de Natal”, afirmou Douglas Denardi, 67, professor aposentado e paroquiano. Ele destacou que o intuito da ação “é resgatar a essência do Natal, que é amor e esperança”, disse.

Cestas natalinas

Este ano, mesmo com as dificuldades da pandemia, a Pastoral dos Vicentinos – Conferência São Luís Guanella se mobilizou para conseguir doações para as cestas de Natal. “Promovemos uma confraternização de Natal com as 29 famílias cadastradas e, ainda, doamos cestas natalinas para as famílias celebrarem o Natal em casa, reunidas”, destacou Kely Regina de Sousa Ribeiro, 45, auxiliar de enfermagem, leiga consagrada Vicentina e coordenadora da Pastoral.

“É um trabalho edificante, pois nos coloca diante das necessidades básicas de muitas pessoas, cujas vidas dependem de ajuda, como as promovidas em nossa Paróquia”, afirmou.

Reila Souza Machado Oliveira, moradora do bairro Jardim Peri, nas proximidades da Paróquia, é assistida pelas atividades dos Vicentinos há três anos. “Sou grata pelas doações que garantem o sustento da minha família nestes tempos difícieis”, afirmou.

Pequenos gestos de grande valor

Padre Flávio Demoliner, SdC, Pároco da Paróquia Santa Cruz, idealizador da Pastoral da Solidariedade Guanelliana, destacou a importância do mutirão das ações em prol das pessoas em situação de vulnerabilidade.

“A atuação dos paroquianos e dos leigos nas pastorais é um sinal da renovação do espírito do Natal – de olhar e acolher o irmão em suas necessidades”, relembrou, evidenciando que todas as ações são possíveis graças à generosidade das doações que possibilitam a concretização de um “Natal sem fome e com itens básicos para a dignidade humana”.

A atual pandemia impôs muitas dificuldades às ações pastorais, mas os voluntários da Paróquia não desistiram de ir ao encontro dos mais necessitados.

No decorrer do ano, os paroquianos também realizam outras campanhas, como a de doação de agasalhos, cobertores no inverno e cestas básicas.

INGREDIENTES PARA A SOLIDARIDADE NO INSTITUTO PADRE CHICO

Um Natal com fé, esperança e caridade, Jornal O São Paulo
Produção de salgados e massas é feita na cozinha do Colégio Vicentino de Cegos Padre Chico (Instituto Padre Chico)

Dirigido pelas Irmãs da Companhia das Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo, o Colégio Vicentino de Cegos Padre Chico é uma escola filantrópica, inclusiva, que atende crianças e adolescentes com deficiência visual, com baixa visão ou ainda com outros comprometimentos de aprendizagem.

A venda de salgados e massas foi uma das maneiras que o Instituto encontrou para angariar recursos para manter as atividades.

“Nossa equipe de cozinheiras especializadas produz e aceita encomendas de salgados e massas para festas, feitos com todo o cuidado e carinho vicentino”, enfatizou Ana Maria Diniz Rosalini, coordenadora pedagógica do Instituto. Diariamente, na cantina do Instituto, podem ser adquiridos quibes, coxinhas, empadas, nhoques, rondellis. “Todos feitos com ingredientes provenientes de doações”, pontuou Ana Maria Rosalini.

Pensando na celebração do Natal, o Instituto está pedindo a doação de panetones e caixas de bombom para serem entregues aos 130 atendidos, em um momento de confraternização. “Neste período, muitas pessoas chegam ao Instituto com contribuições e cresce a mobilização em torno da Campanha de Natal, que, este ano, será composta por panetones e doces natalinos, como uma oportunidade de celebrarmos junto com as crianças, adolescentes e seus familiares a chegada do Menino Deus que vem ao nosso encontro”, enfatizou Ana Maria.

Maria Aparecida da Fonseca, 55, é avómãe do Cauã Lima de Oliveira, 12, aluno do Colégio Padre Chico. “O Instituto é um diferencial na vida do meu neto. Excelente escola, um lugar de acolhida e respeito para com cada atendido”, disse. Ela é voluntária do bazar beneficente do Instituto, e conta que o Instituto, em todas as suas ações e, de modo especial, neste período, promove a dimensão dos valores humanos e da espiritualidade. “A entidade promove esse espírito natalino no gesto de acolher e cuidar das crianças e adolescentes cegos que são aqui amados e incluídos com amor e respeito”, afirmou.

“Eu gosto de estar no colégio, lá aprendo, me divirto. Estou ansioso para a ação de Natal, é bom ser lembrado e mimado”, contou o Cauã.

Deixe um comentário