Cardeal Czerny no Celam: ‘O pecado estrutural interfere no desenvolvimento dos povos’

Cardeal Czerny no Celam: ‘O pecado estrutural interfere no desenvolvimento dos povos’
Foto: Celam

“Eu vim para que todos tenham vida e a tenham plenamente”. A partir desta passagem  bíblica do Evangelho segundo São João, o Cardeal Michael Czerny, Prefeito do Dicastério para o Desenvolvimento Humano Integral, da Sant Sé, definiu o desenvolvimento dos povos durante o segundo dia da Assembleia Extraordinária Conselho Episcopal Latino-Americano e Caribenho (Celam), realizado em Bogotá, na Colômbia.

Durante a conferência de imprensa da quarta-feira, 13, o Purpurado compartilhou sua experiência como delegado do Papa Francisco na Ucrânia em maio ao ataque russo, definindo-a como “uma experiência sacramental, mais do que diplomática”, porque os ucranianos “compreenderam muito bem o gesto do Santo Padre com nossa visita”.

Evolução do desenvolvimento humano integral

Sobre a evolução da categoria de desenvolvimento humano integral, o Cardeal Czerny explicou que o Concílio Vaticano II decretou que a Igreja deve abordar este grande objetivo dentro das atuais realidades concretas que impedem sua realização. Por isso, “a Igreja capta as alegrias e esperanças, as tristezas e ansiedades dos homens de hoje, especialmente os pobres e os que sofrem, e expressa a boa nova da salvação para comunicá-la a todos”.

Dom Michael acrescentou que, quase 60 anos depois, a constituição apostólica Praedicate Evangelium, sobre a Cúria Romana, “praticamente repete que o povo de Deus cumpre o mandamento do Senhor, que, pedindo-nos para anunciar o Evangelho, nos exorta a cuidar dos irmãos e irmãs mais fracos, dos doentes e daqueles que sofrem”.

Em articulação com Celam

O Prefeito sublinhou que, infelizmente, o “pecado estrutural interfere” no desenvolvimento humano integral dos povos, portanto, diante disso, o caminho sinodal é uma alternativa de promoção da dignidade humana dada por Deus.

“Todo o Povo de Deus, os Bispos do mundo, o Santo Padre com a Cúria Romana, comprometem-se a promover o desenvolvimento humano integral daqueles a quem a quem é negado, especialmente os pobres”, afirmou o Cardeal, completando:

“Tenho a esperança e a confiança de que caminharemos ‘sinodalmente’ neste serviço mútuo como Dicastério para o Desenvolvimento Humano Integral e Celam, onde já tivemos experiências muito positivas com algumas redes territoriais, redes temáticas, encontros e seminários, acompanhamento de ações concretas, publicações”, para apontar

A esse respeito, o cardeal assegurou que "a América Latina nos apresenta insights muito úteis para o nosso próprio processo, e isso nos permitirá entrar nessa dinâmica de escuta mútua, acompanhamento mútuo e serviço mútuo, seguindo o modelo de Jesus e os convites que o Santo Padre nos faz."

Fonte: Celam

Deixe um comentário