Celam reafirma compromisso com a evangelização dos povos da América Latina e do Caribe

Celam reafirma compromisso com a evangelização dos povos da América Latina e do Caribe, Jornal O São Paulo
Fotos: Celam

Na conclusão de sua assembleia extraordinária, realizada entre os dias 12 e 14, em Bogotá, na Colômbia, o Conselho Episcopal Latino-Americano e Caribenho publicou uma “Mensagem ao povo de Deus”, na qual ratifica seu compromisso de anunciar o Evangelho com audácia e criatividade, particularmente nos ambientes mais difíceis e esquecidos do continente.

Os membros da assembleia composta por bispos, diretores de centros pastorais, delegados da Santa Sé e representantes de agências de ajuda lembraram que as características deste momento histórico clamam por inovações de respostas que surgem de uma Igreja livre de fardos pesados e totalmente disposta a caminhar em unidade. 

O texto também recorda a importância de fortalecer o encontro pessoal com Cristo, presente na realidade do continente e no coração da Igreja: “Precisamos de uma espiritualidade de olhos abertos para haver um olhar contemplativo. Este olhar descobre Deus nas profundezas da realidade humana e histórica, não é uma contemplação asséptica ou distante, mas sim uma sensibilidade aberta às dores e alegrias dos nossos povos”.

Em perspectiva sinodal, o Celam se compromete a promover a consulta e o discernimento comunitário, consciente da importância da participação dos leigos e seu impacto na tomada de decisões na vida da Igreja. Isso implica crescer na vida fraterna, escutando todas as vozes; mesmo aquelas que podem se incomodar em trabalhar na criação de espaços e estruturas que estimulem a participação, principalmente de mulheres e jovens. 

Destacando a experiência vivida na Assembleia Eclesial da América Latina e do Caribe, realizada em novembro de 2021, que representa um dos primeiros passos de um futuro sinodal do continente, a Assembleia Extraordinária do Celam confirmou sua adesão ao espírito que promove a reforma da Cúria Roma- na e o compromisso de estreitar cada vez mais a colaboração e comunhão entre o conselho episcopal e a Santa Sé. 

NOVA SEDE

Celam reafirma compromisso com a evangelização dos povos da América Latina e do Caribe, Jornal O São Paulo

O primeiro grande marco da assembleia extraordinária foi a inauguração da nova sede do Celam. O evento contou com a presença dos presidentes e secretários das 22 conferências episcopais do continente, representantes de diversas organizações eclesiais e delegados da Santa Sé. 

Dom Luis Mariano Montemayor, Núncio Apostólico na Colômbia, transmitiu a saudação do Papa Francisco aos membros do Celam, na qual enfatizou: “Não esqueçamos que nossas estruturas materiais só têm sentido quando estão destinadas ao serviço, sobretudo, das nossas irmãs e irmãos que vivem nas periferias mais extremas da vida. E lembrem-se de estar atentos às três idolatrias que sempre ameaçam a marcha do povo fiel de Deus: a mediocridade espiritual, o pragmatismo dos números e o funcionalismo que nos leva a ser mais entusiastas pelo plano de rota que pela rota”. 

PRINCIPAIS ASSUNTOS 

Os participantes da Assembleia Extraordinária também refletiram sobre o conteúdo da constituição apostólica Praedicate Evangelium, que trata da reforma da Cúria Romana, as ações do Dicastério para o Serviço de Desenvolvimento Humano Integral e sua relação com o Celam, assim como a participação da Igreja do continente no caminho sinodal proposto pelo Papa Francisco. 

O evento contou com a presença do Cardeal Michael Czerny, Prefeito do Dicastério para o Serviço de Desenvolvimento Humano Integral, que salientou que essa temática está na raiz do Cristianismo, recordando a afirmação de Jesus no Evangelho de São João: “Eu vim para que todos tenham vida e a tenham plenamente”. 

O Prefeito explicou que o Concílio Vaticano II decretou que a Igreja deve abordar este grande objetivo entre as atuais realidades concretas que impedem sua realização. Por isso, recordando a constituição pastoral Gaudium et spes, “a Igreja capta as alegrias e esperanças, as tristezas e ansiedades dos homens de hoje, especialmente os pobres e os que sofrem, e expressa a boa nova da salvação para comunicá-la a todos”. 

ASSEMBLEIA ECLESIAL 

A assembleia extraordinária do Celam foi oportunidade de recolher a riqueza do caminho percorrido desde a 1º Assembleia Eclesial da América Latina e do Caribe, realizada em novembro de 2021, no México, atendendo ao chamado do Papa Francisco para avaliar a aplicação dos indicativos da V Conferência Geral do Episcopado da América Latina e do Caribe, ocorrida em 2007, em Aparecida (SP), e discernir sobre os desafios atuais da missão evangelizadora da Igreja no continente americano. 

Ao refletir sobre como enfrentar os desafios postos em Aparecida e na atualidade, Dom Miguel Cabrejos Vidarte, Arcebispo de Trujillo, no Peru, e Presidente do Celam, sublinhou a necessidade de haver uma “conversão à experiência si- nodal, que exige a disponibilidade de todos para fortalecer a cultura do diálogo, da escuta mútua, do discernimento espiritual, do consenso e da comunhão para encontrar espaços e caminhos de decisão conjunta, como narram os Atos dos Apóstolos”. O Presidente do Celam destacou, ainda, que tal conversão “implica entender que a sinodalidade se expressa na circularidade dinâmica do consenso dos fiéis, da colegialidade episcopal e do primado do Bispo de Roma”. Para isso, completou, “a Igreja é chamada a uma escuta ativa de todos os sujeitos que juntos formam o povo de Deus”. 

TEXTO EM ELABORAÇÃO 

“Como fruto da Assembleia Eclesial, o Celam irá publicar um texto que ainda está em elaboração final, mas já teve uma larga aprovação dos membros desta assembleia extraordinária. No entanto, ainda faltam algumas questões a serem completadas e elementos a serem integrados”, informou o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo e 1º Vice-Presidente do Celam, em entrevista ao site do organismo. 

Dom Odilo explicou que, quando for concluído, o texto será entregue não apenas aos participantes da Assembleia Eclesial, mas a todas as comunidades por eles representadas, às dioceses de toda a América Latina e do Caribe. “São propostas pastorais a partir daquilo que foi refletido na Assembleia Eclesial, que foi uma experiência fantástica de sinodalidade e única na Igreja até o momento, dadas as suas dimensões. Portanto, esse texto será um marco, um testemunho daquilo que a assembleia eclesial propõe como contribuição para a Igreja”, completou o Cardeal Scherer. 

(Com informações do Celam) 

Deixe um comentário