Celam reafirma compromisso com a evangelização dos povos da América Latina e do Caribe

Celam reafirma compromisso com a evangelização dos povos da América Latina e do Caribe
Foto: Celam

Na conclusão de sua Assembleia Extraordinária, realizada entre os dias 11 e 14, em Bogotá, na Colômbia, o Conselho Episcopal Latino-Americano e Caribenho publicou uma mensagem ao povo de Deus, na qual ratifica seu compromisso de anunciar o Evangelho com audácia e criatividade, particularmente nos ambientes mais difíceis e esquecidos do continente.

Os membros da Assembleia composta por bispos, diretores de centros pastorais, delegados da Santa Sé e representantes de agências de ajuda, lembram em sua mensagem que as características deste momento histórico clamam por inovações respostas que surgem de uma Igreja livre de fardos pesados ​​e totalmente disposta a caminhar em unidade.

A mensagem também recorda a importância de fortalecer o encontro pessoal com Cristo, presente na realidade do continente e no coração da Igreja. “Precisamos de uma espiritualidade de olhos abertos para haver um olhar contemplativo. Este olhar descobre Deus nas profundezas da realidade humana e histórica, não é uma contemplação asséptica ou distante, mas sim uma sensibilidade aberta às dores e alegrias dos nossos povos”, acrescenta.

Em perspectiva sinodal, o Celam se compromete a promover a consulta e o discernimento comunitário, consciente da importância da participação dos leigos e seu impacto na tomada de decisões na vida da Igreja. Isso implica crescer na vida fraterna, escutando todas as vozes; mesmo aqueles que podem se incomodar em trabalhar na criação de espaços e estruturas que estimulem a participação, principalmente de mulheres e jovens.

Pensar e agir

Destacando a experiência vivida na Assembleia Eclesial da América Latina e do Caribe, que representa um dos primeiros passos de um futuro sinodal do continente, a Assembleia Extraordinária de Celam adere totalmente ao espírito que promove a reforma da Cúria Romana e confia que os mártires do continente lhes darão a coragem e a firme convicção na busca da justiça, reafirmando sua opção preferencial pelos pobres e denunciando tudo o que possa afetar sua dignidade.

Para a Assembleia de Celam, ser uma “Igreja pobre para os pobres” representa um horizonte que assumido decididamente, seguindo os ensinamentos do Papa Francisco em documentos como a exortação apostólica pós-sinodal Querida Amazônia, na qual alerta sobre os riscos da economia que não têm, nenhuma contemplação com a conservação do meio ambiente e a riqueza dos povos originários, suas culturas e visões de mundo.

Leia a íntegra da mensagem:

(Fonte: Celam)

Deixe um comentário