Com 1 em cada 3 cidadãos já vacinados, Nova York inclui jovens na imunização contra a COVID-19

Moradores entre 16 e 29 anos deste estado norte-americano começaram a ser vacinados contra a doença na terça-feira, 6

Foto: Facebook New York State

Nas últimas 24 horas, mais de 206 mil doses de vacinas contra a COVID-19 foram aplicadas em moradores do estado de Nova York, conforme informações do governo local. Entre estes, estão jovens entre 16 e 29 anos, grupo que começou a ser vacinado na terça-feira, dia 6.

A ampliação da campanha de vacinação para este grupo, que reúne cerca de 1,7 milhão de pessoas, só foi possível porque no estado o número de pessoas vacinadas já é elevado: hoje, de cada três habitantes, um já recebeu ao menos a 1a dose de um dos imunizantes contra o coronavírus (34,4% da população) e um em cada cinco moradores já está completamente imunizado (21,7%).

“Todos precisam ser vacinados para alcançar a imunidade coletiva”, declarou, em coletiva de imprensa nesta quarta-feira, 7, o governador do estado Andrew M. Cuomo. “É seu dever de cidadão tomar a vacina”, disse, dirigindo-se aos moradores.

No estado de Nova York já foram aplicadas 10,8 milhões de doses de vacinas contra a COVID-19. O governador diz que mantém esforços para obter mais imunizantes junto ao governo federal, organizar postos de vacinação e “convencer os nova iorquinos da necessidade de arregaçar as mangas e ser vacinados”.

Também é meta do governo norte-americano que todos os estados ampliem a vacinação para a faixa etária dos 16 aos 29 anos, algo que já acontece em 34 dos 50 que compõem os Estados Unidos.

A vacinação para os mais jovens

Assim como os demais moradores de Nova York, os que têm entre 16 e 29 anos precisam fazer um pré-cadastro antes de comparecer ao local de vacinação.

Embora nos Estados Unidos estejam disponíveis para vacinar a população os imunizantes da Moderna, Johnson & Johnson e Pfizer-BioNTech, apenas este último pode ser aplicado em menores de 18 anos, uma vez que já passou por todas as etapas de testes que validaram sua eficácia e segurança.

Além disso, jovens de 16 e 17 anos precisam da autorização dos pais para receber a vacina da Pfizer-BioNTech, que é administrada em duas doses, com o intervalo de 21 dias. Estudos das fabricantes indicam que a imunização esperada só começa a acontecer sete dias depois da aplicação da 2o dose, mas este tempo de resposta pode ser maior e varia de pessoa para pessoa.

No fim de março, os laboratórios Pfizer e BioNTech anunciaram que os testes deste imunizante em adolescentes entre 12 e 15 anos, iniciados em outubro de 2020, demostraram 100% de eficácia. Não há, porém, previsão de quando a vacina começará a ser aplicada em pessoas dessa faixa etária.

Certeza, por hora, há apenas sobre os impactos positivos da vacinação em massa. No estado de Nova York, na última terça-feira, morreram 59 pessoas em decorrência da COVID-19. Apenas para exemplificar: no estado de São Paulo, nesta mesma data, foram 1.389 mortes em 24 horas, e mais de 4,2 mil no Brasil.

Em Nova York, 40,9 mil pessoas morreram em decorrência da COVID-19, e os números de óbitos diários então em queda desde o início da vacinação.

(Com informações do Governo do Nova York, G1 e CNN)

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter