Coréia do Sul deseja sediar a próxima Jornada Mundial da Juventude

Coréia do Sul deseja sediar a próxima Jornada Mundial da Juventude, Jornal O São Paulo
Visita do Papa Francisco à Coreia do Sul em 2014

A Arquidiocese de Seul manifestou seu desejo de sediar a próxima edição da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), após a que será realizada em Lisboa, Portugal, em 2023. 

Segundo Dom Peter Chung Soon-taick, Arcebispo de Seul, esta “seria uma oportunidade extraordinária para relançar a pastoral juvenil em um país que luta com o inverno demográfico e com um sistema educacional domina- do pela competitividade”. 

O Arcebispo explicou que o país asiático está enfrentando um grande desafio em relação ao número de jovens, que está diminuindo. De acordo com estatísticas oficiais, a nação apresenta a taxa de natalidade mais baixa do mundo, com apenas 0,8 filho por casal. Por causa disso, o número de jovens nas igrejas também diminuiu. 

“Precisamos de um ponto de virada para a pastoral juvenil em Seul, e a JMJ é uma ocasião propícia. Apresentamos o projeto aos outros bispos sul-coreanos, que deram seu apoio. Ainda não há nada decidido, porém estamos preparando o dossiê para ser enviado à Santa Sé com nossa candidatura”, declarou. 

Dom Peter acredita que a preparação para a JMJ “pode se tornar uma excelente oportunidade para reunir os jovens em torno de um projeto que os faz protagonistas. Daria início a um processo e, uma vez concluído, seria bom compartilhar com todos o que temos experimentado. Seria uma oportunidade missionária para compartilhar os valores do Evangelho em nossa sociedade”, concluiu. 

Fonte: Gaudium Press 

Deixe um comentário