Dezenas de mortos e desaparecidos após inundações na Indonésia e no Timor Leste

A área do sudeste asiático atingida por fortes enchentes e deslizamentos de terra. A persistência do mau tempo está dificultando o trabalho das equipes de resgate

Uma das cidades do Timor Leste afetadas pelas cheias (foto: UNDP Timor Leste)

O número de óbitos pelas enchentes, causadas pelas chuvas torrenciais da última semana, continua aumentando, tanto na ilha indonésia de Flores, quanto no vizinho Timor Leste. O número de mortos é superior a 90, com dezenas de pessoas desaparecidas.

As operações de resgate são dificultadas pela impraticabilidade de pontes e estradas, danificadas pelas chuvas torrenciais e cobertas com lama e detritos, pela falta de equipamentos adequados, por cortes de energia, bem como pelo fato de que a área só pode ser alcançada por mar, atualmente muito violento.

O tufão tropical Seroja continua sua ação destrutiva e a previsão é que nos próximos dias, a caminho da Austrália, ele continuará a martelar os países do sudeste asiático.

Centenas de deslocados

Centenas de pessoas deslocadas tiveram que deixar suas casas, algumas das quais foram completamente arrastadas pelas águas.

As chuvas também causaram a queda de larvas solidificada das encostas do vulcão Lewotolok, após sua erupção em novembro passado, e atingiram vários vilarejos.

O presidente indonésio Joko Widodo ordenou ao governo e aos chefes do exército, da polícia e da agência de desastres que executassem medidas de emergência o mais rápido possível e, em um discurso pela televisão à nação, expressou suas condolências às famílias das vítimas e a todas as pessoas atingidas.

Um país frequentemente atingido por eventos climáticos dramáticos

O balanço parece estar destinado a aumentar, disse Joaquim José Gusmão dos Reis Martins, o subsecretário de proteção civil do país.

Os eventos climáticos dramáticos não são novidade na Indonésia, onde as chuvas sazonais frequentemente causam inundações e deslizamentos de terra, afetando milhões de pessoas que vivem em áreas montanhosas ou perto de planícies que se alagam.

Ações no Timor Leste

Nesta segunda-feira, 5, o Primeiro-Ministro do Timor Leste, Taur Matan Ruak, coordenou uma reunião da Comissão Interministerial para a Proteção Civil e Desastres Naturais, para pensar ações em resposta aos impactos das inundações ocorridas no fim de semana em Díli e em várias zonas do país.

As inundações ocorridas em várias zonas do país causaram grandes danos materiais, deixando milhares de pessoas desalojadas, pelo menos 27 vitimas fatais.

Em Díli, registam-se até ao momento um total de 13 mortos e mais de 7 mil desalojados, que estão de momento abrigados em 12 espaços localizados em vários pontos da cidade.

As autoridades durante o dia de ontem mobilizaram esforços para providenciar abrigo e apoio alimentar aos desalojados e iniciaram as intervenções nas infraestruturas com o objetivo de restabelecer a mobilidade viária e o fornecimento de energia elétrica com segurança e garantir a reparação de sistemas de abastecimento de água danificados, e, efetuar os trabalhos urgentes de limpeza de drenagens, normalização e desassoreamento de ribeiras.

O Primeiro-Ministro agradeceu a contribuição de todos os envolvidos na resposta às inundações, incluindo as organizações religiosas, parceiros de desenvolvimento, organizações da sociedade civil e cidadãos em geral.

Fontes: Vatican News e site do Governo de Timor Leste

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter