Encontro Mundial das Famílias chega à 10a edição com novo formato

Realizado a cada três anos, mas adiado pela pandemia, evento ganha caráter internacional e local

Encontro Mundial das Famílias chega à 10a edição com novo formato, Jornal O São Paulo
Vatican Media - jun.2018

Criado por São João Paulo II e pensado como uma grande celebração de famílias de todo o mundo ao redor do Papa, o Encontro Mundial das Famílias chega neste ano à sua 10º edição. No entanto, os adiamentos causados pela pandemia da COVID-19 levaram os organizadores a inovar: desta vez, o Encontro tem uma dimensão internacional, com reunião de delegados em Roma, e outro local, com iniciativas das igrejas particulares. 

Neste ano, o tema geral “Amor em família: vocação e caminho de santidade”. De acordo com Gabriella Gambino, subsecretária do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida, a edição atual é “multicêntrica e difusa”, pois “no mundo, muitíssimas dioceses estão se organizando para reunir as famílias em torno do próprio bispo ou do pároco: estão utilizando o mesmo esquema do Encontro que ocorrerá em Roma”. 

O evento está marcado para os dias 22 a 26 de junho. No programa previsto, estão temas como o “amor familiar”, as vocações, os caminhos para a santidade, oportunidades de formação e acompanhamento pessoal e os desafios da era digital. No total, são 62 palestrantes e 13 moderadores de sessões, provenientes de 17 países.

MENOS TEORIAS, MAIS ESCUTA 

Em Roma, o Papa Francisco se encontrará com cerca de 2 mil delegados envia- dos pelas conferências dos bispos de todo o mundo, representantes dos movimentos internacionais e de associações familiares. As delegações enviadas a Roma são mais de 170, provenientes de 120 países. 

Conforme explicou a professora Gabriella Gambino em apresentação do evento, em 31 de maio, outra novidade deste ano é que, em vez de conferências de caráter teórico e acadêmico, o congresso teológico pastoral do Encontro tem como proposta organizar “um momento de escuta e confronto entre operadores da pastoral familiar e matrimonial”. 

Nos momentos de diálogos e testemunho, disse ela, serão discutidos temas como a corresponsabilidade entre esposos e sacerdotes na pastoral, dificuldades concretas das famílias nas sociedades atuais, a preparação para a vida matrimonial dos casais, algumas situações de “periferia existencial” no âmbito das famílias, a formação dos formadores na pastoral familiar, entre outros. 

“São temas atuais e complexos que queremos enfrentar tendo como bússola o constante convite do Papa Francisco à renovação e à conversão pastoral”, completou a professora, que é responsável pela seção Família e Vida do Dicastério. 

Boa parte das atividades será animada por famílias e pastorais da Diocese de Roma, que sedia o Encontro. O momento inicial, chamado de “Festival das Famílias”, terá como tema “A beleza da família”. 

Como definiu o diretor do Escritório de Comunicações Sociais da Diocese de Roma, Monsenhor Walter Insero, na apresentação do evento, o festival mostrará que “a santidade é um percurso ao qual cada um é chamado, como pai, mãe, irmão, irmã, filhos ou avós”, pois “na família se revela um caminho em que todos somos chamados [à santidade], em virtude do Batismo, e do fato de sermos amados por Deus Pai”, disse. 

Deixe um comentário