Família pede a intercessão do Venerável Fulton Sheen por um milagre

Um casal católico de Illinois, nos Estados Unidos, recorre ao Venerável Fulton Sheen para salvar a vida de seu filho ainda não nascido

Família Hood à espera do novo membro: Fulton Joseph, cujo nascimento está previsto para o fim de março (foto: Arquivo pessoal)

Royce e Elise Hood, pais de cinco filhos e de mais um ainda no útero, descobriram recentemente que o filho em gestação tem a síndrome de Potter. É uma condição rara em que, devido à falta de líquido amniótico, os rins e os pulmões do bebê podem não se formar por completo ou nem mesmo chegar a se desenvolver.

Na consulta de ultrassom de 20 semanas de Elise, seu médico os informou a respeito e disse que havia 95% de chances de seu bebê não sobreviver após o nascimento.

Três dias depois, a família foi e orou no túmulo de Fulton Sheen em Peoria, pedindo um milagre.

PEDIDO DE INTERCESSÃO

Elise Hood disse que foi tomada pela paz enquanto orava no túmulo de Sheen por seu bebê, pedindo que ele intercedesse e, assim, realizasse um segundo milagre.

“Quando estávamos lá orando, sentimos uma sensação de paz e ficamos realmente emocionados com isso”, disse Elise em uma entrevista ao canal de TV católico EWTN.

Depois de saber mais tarde que seu bebê era um menino, os Hoods o chamaram de Fulton Joseph, em homenagem a Sheen. A família aprendeu rapidamente que não havia “opções médicas viáveis” para o filho – nada a fazer, exceto orar.

“A única decisão que tomamos foi nos questionar: ‘Como vamos enfrentar essa cruz juntos, como uma família?’” Royce lembrou durante a entrevista. “Tomamos uma decisão muito difícil e fervorosa de cercar Fulton Joseph com tanta alegria e amor quanto possível.”

Fulton Joseph, cujo nascimento está previsto para o fim de março, pesa atualmente pouco mais de um quilo. A família está atualizando sua história no site FultonJoseph.com, incluindo uma música que Royce compôs usando a pulsação de Fulton como metrônomo (instrumento para medir o tempo e marcar o compasso das composições musicais).

QUEM FOI O VENERÁVEL

Fulton Sheen (foto: Vatican Media)

Fulton Sheen foi ordenado Sacerdote na Diocese de Peoria, sua cidade natal, aos 24 anos. Tempos depois, tornou-se Bispo Auxiliar de Nova York, em 1951, e Bispo de Rochester, em 1966.

Começou a fazer programas de rádio, nos quais esclarecia dúvidas acerca da doutrina católica, e se tornou conhecido por sua clareza e desenvoltura comunicativa. Tempos depois, dada sua crescente popularidade, passou a ter um programa catequético na TV norte-americana, alcançando a expressiva audiência de cerca de 30 milhões de espectadores, marca notável nos Estados Unidos, país predominantemente protestante.

Participou de todas as sessões do Concílio Vaticano II. Trabalhou em estreita colaboração com o então Padre Josef Ratzinger e futuro Papa Bento XVI. São Paulo VI nomeou-o Arcebispo da sede de Newport, no País de Gales, e suas obras fizeram dele um autor consagrado nas décadas de 1950 e 1960, antes de sua morte em 1979.

A causa de canonização de Fulton Sheen foi aberta em 2002 pela Diocese de Peoria. Em 2012, o Papa Bento XVI anunciou que a Congregação para as Causas dos Santos havia reconhecido a vida do Arcebispo Sheen como de “virtude heroica” e o proclamou “Venerável Servo de Deus Fulton Sheen”.

Em 2014, o conselho de especialistas médicos que assessorou a Congregação para as Causas dos Santos aprovou unanimemente um milagre relatado, atribuído à sua intercessão, o que permitiria sua beatificação. No entanto, embora tenha sido agendada, esta foi adiada pouco antes da data prevista para acontecer e nenhuma outra foi então definida.

CONFIANÇA E PAZ

Elise Hood disse que colocar sua gravidez nas mãos de Deus lhe deu paz.

“Quando finalmente entreguei tudo a Deus, fui tomada por tanta paz, o que me permitiu realmente aproveitar a gravidez e cada momento com Fulton Joseph”, disse ela durante a entrevista na TV.

O casal espera que sua história inspire outros casais a escolher a vida. “Se pudermos ajudar ou inspirar alguém a colocar toda a sua confiança em Deus, por meio de nossa história e de nosso pequeno Fulton, ficaríamos muito gratos”, afirmou Elise.

Fontes: ACI Digital e O fiel católico

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter