Igreja em Bangladesh e jovens ajudam sem-teto a sobreviver no inverno

A Diocese de Dinajpur e o Movimento dos Estudantes Católicos em Khulna estão distribuindo cobertores e roupas de inverno para os sem-teto

Imagem de Arquivo Pessoal

A Igreja Católica e as organizações juvenis estão distribuindo roupas de inverno e cobertores entre os moradores de rua em Khulna para ajudá-los a lidar com um inverno rigoroso em partes de Bangladesh.

A Diocese de Dinajpur e o Movimento dos Estudantes Católicos de Bangladesh (BCSM) da Diocese de Khulna alcançaram mais de 1.200 pessoas, incluindo crianças, pertencentes a comunidades cristãs hindus e muçulmanas.

O inverno foi particularmente severo durante as últimas semanas nos distritos do norte e pode piorar.

De acordo com o Departamento Meteorológico de Bangladesh, a temperatura mais baixa de 8,3 graus Celsius foi registrada no subdistrito norte de Tetulia de Panchagorh em 22 de janeiro. A severidade do inverno pode aumentar, de acordo com o Departamento Meteorológico.

“As pessoas na região de Dinajpur sofrem mais no inverno. Tem estado muito frio aqui nas últimas duas semanas. Então, nós fornecemos um cobertor para cada mil famílias em diferentes áreas em nome da Diocese”, disse Dom Sebastian Tudu, de Dinajpur.

Basonti Rani, 43, mãe de três filhos de Dinajpur, tem cinco membros em sua família. Ela recebeu um cobertor da Diocese de Dinajpur no início deste mês.

“Estamos passando por um momento difícil neste inverno. Conseguir um cobertor aliviou um pouco o frio. Entretanto, não temos roupas de inverno suficientes. O dinheiro que ganhamos como diaristas não é suficiente nem para comprar comida. Como podemos pensar em comprar roupas?”, disse Basonti Rani ao UCA News.

“Agradeço à comunidade cristã por nos ajudar e espero que continuem a fazê-lo.”

O BCSM em Khulna está coletando doações localmente e distribuindo roupas de inverno e cobertores para aqueles que precisam passar as noites frias de inverno nas ruas.

“Estamos distribuindo roupas de inverno e cobertores para os pobres e crianças de rua desde antes do Natal. Não há muita ajuda disponível por causa do COVID-19, mas continuamos pedindo ajuda”, disse Hubert Sony Ratna, coordenador da ala de distribuição de tecidos do BCSM.

Ele disse que na noite de 23 de janeiro, voluntários jovens testemunharam um clamor por cobertores de centenas de moradores de rua.

“Infelizmente, tínhamos apenas 20 cobertores para doar. Foi uma situação muito embaraçosa para nós. Apelamos às pessoas abastadas que se apresentem e ajudem essas pessoas”, recordou Ratna à UCA News.

Fonte: UCA News

Deixe um comentário