Na Nigéria, violência contra sacerdotes e leigos continua a amedrontar a sociedade

O Padre Isaac Achi, da Pároquia São Pedro e Paulo, localizada em Kafin-Koro, na região de Paikoro, norte da Nigéria, morreu em virtude de um incêndio causado por invasores durante a madrugada de domingo, 15.

Na Nigéria, violência contra sacerdotes e leigos continua a amedrontar a sociedade, Jornal O São Paulo
Foto: ACN

O episódio ocorreu por volta das 3h, quando um grupo de homens armados atacou a casa paroquial. As forças de segurança foram enviadas ao local e, ao chegarem lá, constataram que os agressores, antes de fugir, atiraram indiscriminadamente e decidiram incendiar o prédio por não terem conseguido entrar na casa e encontrar o padre, causando, assim, a sua morte. Outro sacerdote que morava na mesma casa, Padre Collins, foi ferido enquanto tentava escapar, porém foi socorrido e levado às pressas para o hospital.

Horas depois, em um ataque distinto, bandidos invadiram a casa de uma família cristã na vila de Dan Tsauni, no distrito de Kankara, estado de Katsina, também no norte do país, sequestrando cinco pessoas enquanto se preparavam para ir à missa de domingo em uma igreja próxima.

“Os terroristas invadiram a casa, atiraram na mão de um padre e fugiram com os cinco reféns”, disse Gambo Isa, porta-voz da polícia do estado.

Em dezembro de 2020, bandidos fortemente armados sequestraram mais de 300 alunos de um colégio interno em Kankara e os levaram para o estado vizinho de Zamfara.

Com informações de Daily Trust e UCA News

Leia mais
Intolerância religiosa: 5 países que proíbem a celebração do Natal

Deixe um comentário