Na Ucrânia, a Igreja é refúgio de esperança

O número de pessoas que tiveram que abandonar suas casas na Ucrânia já atingiu níveis impressionantes: por causa dos ataques russos: existem mais de 4 milhões de refugiados fora do país e mais de 7 milhões de deslocados internos. 

Na Ucrânia, a Igreja é refúgio de esperança, Jornal O São Paulo
Foto: ACN

Diante desta realidade, a fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (ACN) lançou a campanha “Igreja na Ucrânia: refúgio de esperança”, cuja essência é colaborar na reestruturação da Igreja, a fim de que possa acolher aqueles que perderam tudo. 

Projetos nesse sentido já chegaram aos escritórios da ACN, no valor de 1,5 milhão de euros. Um deles, por exemplo, visa a transformar sete mosteiros de duas congregações religiosas masculinas, para acolher milhares de desalojados, principalmente mães com filhos. 

Existem cerca de 60 casas e conventos de religiosas, de 19 congregações diferentes, que acolhem os desalojados no oeste da Ucrânia, que a ACN procura ajudar. 

SUSTENTAÇÃO DO CLERO 

A ACN também está empenhada em sustentar cerca de 5 mil sacerdotes e religiosos e 1,35 mil religiosos espalhados por toda a Ucrânia. Eles também precisam ter suas necessidades básicas atendidas para continuar exercendo sua função ministerial e caritativa. 

Fonte: InfoCatólica 

Deixe um comentário