Presidente do Celam: ‘uma Assembleia de todo o povo de Deus’

Em entrevista, Dom Miguel Cabrejos comenta sobre a Assembleia Eclesial da América Latina e do Caribe, que começa no domingo, 21

Às vésperas da abertura da Assembleia Eclesial da América Latina e do Caribe, que começa no domingo, 21, às 14h (no horário de Brasília), com uma missa na Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe, na Cidade do México, Dom Miguel Cabrejos, presidente do Conselho Episcopal Latino-americano, falou sobre a  intensa preparação para que a atividade aconteça.

O Arcebispo de Trujillo, no Peru, lembra que o Papa Francisco classificou este evento, em 24 de janeiro deste ano, como algo inédito.

Reviver e reavivar Aparecida 2007

Dom Miguel Cabrejos insiste que se trata de algo sem precedentes, “porque é uma Assembleia eclesial continental”, recordando alguns elementos importantes da história do Celam na América Latina. Depois de afirmar que “Medellín foi a Assembleia da recepção criativa do Concílio Vaticano II”, coloca a Assembleia Eclesial como “a criatividade nos desafios de Aparecida”, destacando que “queremos reviver Aparecida, neste contexto do povo de Deus, como nos pediu o Papa ”.

Ele também lembrou que “a Conferência Geral do Celam de Tegucigalpa solicitou a realização da VI Conferência Geral do Episcopado”. Quando chegou o momento de solicitá-lo ao Papa Francisco, “levando em consideração a realização do Sínodo para a Amazônia e a criação da Conferência Eclesial da Amazônia (CEAMA), ele propôs que realizássemos esta Assembleia  Elclesial”.

Novo corpo sinodal continental

Segundo o Arcebispo de Trujillo, “esta primeira Assembleia Eclesial inaugura também um novo organismo sinodal na esfera continental, por meio do qual insere a colegialidade episcopal na sinodalidade eclesial, expressão do vínculo do bispo com o povo de Deus na Igreja local, e dos bispos com a Igreja universal, como Igreja das igrejas locais, presidida em unidade pelo Santo Padre”.

O Presidente do Celam reiterouo convite, de maneira muito especial, aos presidentes e secretários gerais das conferências episcopais da América Latina e do Caribe para a atividade. Há mais de 935 delegados inscritos e o limite é de mil participantes. O espaço que ainda existe seria para os presidentes e secretários, segundo o prelado, “porque a única forma de participar ativamente como referentes nos grupos de discernimento é inscrevendo-se nessa participação”.

Uma Assembleia de todo o povo de Deus

Dom Miguel Cabrejos reiterou que “se não houver esse registro, eles não poderão participar dos grupos de discernimento, o que é extremamente importante”. A partir disso, sublinhou que “queremos, como pede o Papa, uma Assembleia de todo o povo de Deus”, recordando a divisão dos participantes: 20% bispos, 20% sacerdotes e diáconos, 20% religiosos e religiosas e 40% leigos.

Por fim, reiterou o convite a participar, pedindo que “a Santíssima Virgem de Guadalupe, sob a qual colocamos proteção, orientação, iluminação, como Mãe da Igreja, Mãe de Deus e Mãe nossa, a ilumine e guie ”.

Fonte: Celam

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter