Primeira Comunhão de crianças: nova esperança para as igrejas síria e iraquiana

Primeira Comunhão de crianças: nova esperança para as igrejas síria e iraquiana, Jornal O São Paulo
Igreja de Qamishli

“A terra que foi atacada há alguns anos pelos militantes do Estado Islâmico, que queriam eliminar os cristãos, hoje se alegra em alta voz. Nossa fé e nossa cruz venceram.” O Padre Karam Shamasha, sacerdote caldeu de Mosul, no Iraque, expressa assim sua emoção pelo que viu acontecer nas cidades da planície de Nínive. O sinal do milagre que provoca sua alegria não é o retorno em massa de todos os batizados que fugiram da região nos últimos anos e emigraram para o exterior, nem a afirmação política de algum partido cristão, mas as fotos dos 126 meninos e meninas das cidades iraquianas de Alqosh e Telskuf que receberam a primeira Comunhão no fim de abril. 

Em 29 de abril, em Bagdá, capital iraquiana, o Cardeal Louis Raphael Sako, Patriarca da Igreja Caldeia, também administrou a primeira Comunhão a 16 meninos e meninas na Igreja de Santo Elias. “O dom dos sacramentos e a oportunidade de participar dos mistérios divinos representam a fonte da vida cristã: o Batismo faz o novo nascimento em Cristo, e a Eucaristia – acrescentou o Cardeal iraquiano, citando Santo Efrém, o sírio – é o alimento dos corações para a vida eterna”. No domingo, dia 1o, 45 jovens cristãos ortodoxos sírios receberam a Sagrada Comunhão pela primeira vez na igreja de Qamishli, dedicada à Virgem Maria. A liturgia eucarística foi celebrada por Dom Maurice Amish, bispo ortodoxo sírio de Jazirah e do Eufrates: “Estes meninos e meninas são para nós a esperança do futuro, eles são a nova força vital da Igreja”, comentou. 

Fonte: Agência Fides 

Deixe um comentário