Universidade Católica Portuguesa cria cátedra ‘Economia de Francisco e de Clara’

Encontro com os jovens universitários  (Vatican Media)

O Papa Francisco encontrou-se na manhã da quinta-feira, 3, com os jovens universitários e professores da Universidade Católica Portuguesa. Francisco no seu discurso pediu que as instituições acadêmicas promovam uma nova visão para a atividade política e econômica, rejeitando ao mesmo tempo um “sistema elitista e desigual” que afasta a maioria da humanidade do Ensino Superior.

No seu discurso o Papa salientou que “temos necessidade duma ecologia integral, de escutar o sofrimento do planeta juntamente com o dos pobres; necessidade de colocar o drama da desertificação em paralelo com o dos refugiados; o tema das migrações juntamente com o da queda da natalidade; necessidade de nos ocuparmos da dimensão material da vida no âmbito duma dimensão espiritual”.

Francisco tomou a palavra após o discurso da reitora da Universidade, Isabel Capeloa Gil, que anunciou a criação da cátedra ‘Economia de Francisco e de Clara’. A cátedra visa “desenvolver um modelo social dignificador das pessoas e do ambiente”.

Como resposta às palavras da reitora o Papas disse que “é interessante que, na vossa nova cátedra dedicada à “Economia de Francisco”, tenhais acrescentado a figura de Clara. De fato, é indispensável o contributo feminino”, afirmou o Papa, perante mais de 650 pessoas.

Francisco desafiou os jovens a promover uma reflexão aprofundada, sem aceitar “respostas fáceis que anestesiam”.

O Papa apelou ainda os jovens a aderir ao ‘Pacto Educativo Global’, lançado por ele em 2020

guest
1 Comentário
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Lenir Morgado da Silva
Lenir Morgado da Silva
9 meses atrás

Parabéns à Universidade pela criação da cátedra como meio de propor viés de discussão e propagação, de forma sistematizada e eclesial, das ideias da economia francisclariana.