Confira nossa versão impressa

Arcebispo filipino anuncia 21 dias de oração pela “cura nacional”

JOÃO FOUTO

Arcebispo filipino anuncia 21 dias de oração pela “cura nacional”
Dom Sócrates Villegas (crédito: Reprodução da internet)

Nesta quinta-feira, 16 de julho, festa de Nossa Senhora do Carmo, inicia-se um período de 21 dias de oração convocado pelo Arcebispo de Lingayen-Dagupan, nas Filipinas, Sua Excelência Sócrates Villegas. As três semanas se concluirão dia 5 de agosto e serão dedicadas à “cura nacional”.

Em carta escrita aos párocos da Arquidiocese, Dom Sócrates destacou a sensação de impotência e desencorajamento que toma o País. Segundo ele, a emergência sanitária provocada pelo novo coronavírus e as desordens sociopolíticas estão fazendo com que as pessoas se sintam “incapazes de fazer algo, de entender como ser discípulas do Senhor”.

Vale lembrar que há poucos dias – como noticiou o Jornal O SÃO PAULO –, Sua Excelência manifestou preocupação com a lei antiterrorismo aprovada pelo Parlamento filipino com o apoio do presidente Rodrigo Duterte.

Supostamente destinada ao combate do terrorismo, a lei contém vários trechos polêmicos, que abrem espaço para a perseguição de opositores. Na ocasião, Dom Sócrates disse que “é moralmente errado deixar os termos de aplicação de uma lei tão poderosa para a interpretação dos imprudentes e poderosos”. E acrescentou: “a paz é o único meio para a paz”.

‘DEVEMOS NOS ARREPENDER, SE QUEREMOS SER CURADOS’

O Arcebispo explicou que os 21 dias de oração fazem referência “aos 21 atos de Rebelião dos israelitas após a libertação do Egito”. “Hoje, estamos em estado de rebelião contra Deus e por isso vemos as consequências do nosso pecado, devemos nos arrepender, se queremos ser curados”, disse.

Neste período, Dom Sócrates pretende recorrer especialmente à Virgem Santíssima: “com a ajuda de Maria, jamais estaremos indefesos”. Durante os 21 dias, em cada missa deverão ser recitados o ato de consagração do País a Maria e a “Oração pela cura nacional”. As famílias foram encorajadas a fazer ambas as orações ao final do Terço cotidiano.

No último dia, 5 de agosto, será celebrada uma Missa solene na Basílica de Nossa Senhora de Manaoag. “Por causa dos limites impostos pela pandemia, no interior da Basílica estarão presentes somente os sacerdotes diocesanos e religiosos, e as religiosas. A missa será transmitida por streaming e os fiéis são encorajados a participar por meio das plataformas sociais disponíveis”, disse Dom Sócrates. “Não nos entregamos ao desencorajamento e à tristeza, mas vamos a Maria, nossa Mãe, confiamos nEla e buscamos conforto”, concluiu.

Fonte: Vatican News

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Novo cardeal afirma que os escândalos não impedem a reforma do Papa Francisco

Em entrevista a um jornal italiano, Dom Marcello Semeraro ressalta que o processo de reforma da Cúria Romana tem o objetivo ético...

São Paulo prorroga campanha de Multivacinação e Poliomielite até dia 13 de novembro

Com baixa adesão, medida visa a aumentar as coberturas vacinais contra cerca de 20 doenças no território paulista

Esta sexta, 30, é o último dia para realizar matrículas e rematrículas na rede estadual

Processos podem ser realizados de forma online ou presencialmente nas escolas, diretorias de ensino e postos do Poupatempo

Missas em cemitérios no Dia de Finados: confira os locais e horários

Na Comemoração de Todos os Fiéis Defuntos, na segunda-feira, 2, diferentes paróquias da Arquidiocese de São Paulo organizam missas nos cemitérios da...

‘Preparemo-nos, a cada dia, para o encontro definitivo com Cristo’

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu a missa desta sexta-feira, 30.

Newsletter