Bento XVI retorna ao Vaticano

O Papa Emérito fez uma viagem de quatro dias à Alemanha, para visitar seu irmão que está gravemente enfermo

Bento XVI retorna ao Vaticano

O Papa Emérito Bento XVI, 93, retornou ao Vaticano nesta segunda-feira, 22, depois de passar quatro dias na Alemanha para visitar seu irmão, Monsenhor Georg Ratzinger, 96, que está gravemente enfermo.

Bento XVI chegou em Regensburg, na região alemã da Baviera, na quinta-feira, 18. Nos dias em que esteve em sua terra natal, encontrou seu irmão algumas vezes e pode rever alguns lugares caros à sua família, em particular, o cemitério de Ziegetsdorf, onde seus pais e a irmã mais velha estão sepultados.

O Papa Ratzinger também visitou a casa onde morou em Pentling, na periferia de Regensburg, durante seus os anos em que foi professor de Dogmática na universidade da cidade, de 1969 a 1977, antes da sua nomeação como a Arcebispo de Munique e Freising.

Entre os encontros desses dias está aquele com o núncio na Alemanha, vindo de Berlim, dom Nikola Eterović, que nos anos do pontificado do Papa emérito havia servido como secretário geral do Sínodo dos Bispos.

VIAGENS

Essa foi a primeira vez que Bento XVI realizou uma viagem internacional desde que renunciou ao pontificado, em fevereiro de 2013. Atualmente, ele mora no Mosteiro Matter Ecclesiae, no Vaticano.

A última vez que Bento XVI esteve na região onde nasceu, a Baviera, foi em 2006, durante a segunda de suas três viagens feitas à Alemanha durante seu pontificado – a primeira foi em 2005, por ocasião da Jornada Mundial da Juventude, em Colônia, e a terceira, em 2011, quando visitou Berlim, Erfurt-Augustinerkirche, Etzelsbach, Erfurt-Domplatz e Freiburg.

Segundo a Sala de Imprensa da Santa Sé, o Papa Emérito foi foi acompanhado de seu secretário particular e prefeito da Casa Pontifícia, Dom Georg Gaenswein, de um médico, uma enfermeira, uma das religiosas que cuidam dele e do vice-comandante da Gendarmeria Vaticana.

Bento XVI retorna ao Vaticano

IRMÃOS RATZINGER

Os dois irmãos Ratzinger sempre foram muito unidos. Com diferença de três anos de idade, ambos foram ordenados sacerdotes no mesmo dia, 29 de junho de 1951, na Catedral de Freising.

Ao longo dos anos de pontificado de Bento XVI e após a sua renúncia, Monenhor Georg Ratzinger fez inúmeras visitas ao irmão, no Vaticano.

“Desde que nasci, meu irmão não é apenas um companheiro para mim, mas também um guia confiável. Tem sido sempre um ponto de orientação e referência com a clareza e a determinação de suas decisões”, afirmou Bento XVI, quando seu irmão foi homenageado pela cidade Castel Gandolfo, na Itália, em 2008.

(Com informações de Vatican News)

- publicidade -

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Centros esportivos serão reabertos na capital a partir do dia 5

Uso de máscara será obrigatório e usuários poderão fazer apenas caminhadas ao ar livre. Frequentadores terão que medir temperatura na entrada. Portões...

Dom Odilo: ‘Acolher Jesus requer se comprometer com uma vida nova’

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu a missa na manhã desde sábado, 4,...

Cardeal Pell: ‘A Igreja não é um negócio, mas isso não justifica ineficiência ou corrupção’

POR JOÃO FOUTO “Nós cremos que a graça opera por meio da natureza”....

Governo do Estado apresenta atualização do Plano São Paulo

Região de Campinas regride para restrição total de atividades não essenciais; ao todo, são dez áreas do estado na etapa vermelha

Cardeal Scherer: ‘A pandemia desperta a cultura do cuidado nos brasileiros’

Se de um lado a pandemia gera sofrimento das famílias, preocupação e medo pelos dados impressionantes, do outro desperta manifestações de solidariedade...

Newsletter