Confira nossa versão impressa

Bento XVI retorna ao Vaticano

O Papa Emérito fez uma viagem de quatro dias à Alemanha, para visitar seu irmão que está gravemente enfermo

Bento XVI retorna ao Vaticano

O Papa Emérito Bento XVI, 93, retornou ao Vaticano nesta segunda-feira, 22, depois de passar quatro dias na Alemanha para visitar seu irmão, Monsenhor Georg Ratzinger, 96, que está gravemente enfermo.

Bento XVI chegou em Regensburg, na região alemã da Baviera, na quinta-feira, 18. Nos dias em que esteve em sua terra natal, encontrou seu irmão algumas vezes e pode rever alguns lugares caros à sua família, em particular, o cemitério de Ziegetsdorf, onde seus pais e a irmã mais velha estão sepultados.

O Papa Ratzinger também visitou a casa onde morou em Pentling, na periferia de Regensburg, durante seus os anos em que foi professor de Dogmática na universidade da cidade, de 1969 a 1977, antes da sua nomeação como a Arcebispo de Munique e Freising.

Entre os encontros desses dias está aquele com o núncio na Alemanha, vindo de Berlim, dom Nikola Eterović, que nos anos do pontificado do Papa emérito havia servido como secretário geral do Sínodo dos Bispos.

VIAGENS

Essa foi a primeira vez que Bento XVI realizou uma viagem internacional desde que renunciou ao pontificado, em fevereiro de 2013. Atualmente, ele mora no Mosteiro Matter Ecclesiae, no Vaticano.

A última vez que Bento XVI esteve na região onde nasceu, a Baviera, foi em 2006, durante a segunda de suas três viagens feitas à Alemanha durante seu pontificado – a primeira foi em 2005, por ocasião da Jornada Mundial da Juventude, em Colônia, e a terceira, em 2011, quando visitou Berlim, Erfurt-Augustinerkirche, Etzelsbach, Erfurt-Domplatz e Freiburg.

Segundo a Sala de Imprensa da Santa Sé, o Papa Emérito foi foi acompanhado de seu secretário particular e prefeito da Casa Pontifícia, Dom Georg Gaenswein, de um médico, uma enfermeira, uma das religiosas que cuidam dele e do vice-comandante da Gendarmeria Vaticana.

Bento XVI retorna ao Vaticano

IRMÃOS RATZINGER

Os dois irmãos Ratzinger sempre foram muito unidos. Com diferença de três anos de idade, ambos foram ordenados sacerdotes no mesmo dia, 29 de junho de 1951, na Catedral de Freising.

Ao longo dos anos de pontificado de Bento XVI e após a sua renúncia, Monenhor Georg Ratzinger fez inúmeras visitas ao irmão, no Vaticano.

“Desde que nasci, meu irmão não é apenas um companheiro para mim, mas também um guia confiável. Tem sido sempre um ponto de orientação e referência com a clareza e a determinação de suas decisões”, afirmou Bento XVI, quando seu irmão foi homenageado pela cidade Castel Gandolfo, na Itália, em 2008.

(Com informações de Vatican News)

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Maradona jogou pela paz a pedido de Francisco

Campeão do mundo com a seleção da Argentina, em 1986, um dos maiores jogadores de todos os tempos morreu nesta quarta-feira, 25. Ele encontrou-se com o Papa, no Vaticano, em 2014

Câmara lança campanha de 21 dias pelo fim da violência contra a mulher

Além da violência física contra a mulher, deputadas destacam importância de se combater violência política e psicológica A Secretaria da Mulher e a Primeira-Secretaria...

Dom Odilo à TV Canção Nova: ‘Que Deus continue iluminando e fortaleça este trabalho’

Arcebispo Metropolitano presidiu missa na comemoração dos 20 anos da emissora na capital paulista Na noite da segunda-feira, 23, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo...

Em live, Cardeal Scherer refletirá sobre a encíclica Fratelli tutti

Nesta quarta-feira, 25, às 20h30, a Arquidiocese de São Paulo realizará mais uma edição do Diálogos com a Cidade, totalmente on-line, em virtude da...

Jovens se conectam a Assis para pensar em uma economia a serviço da vida

Mais de 2 mil jovens, de 115 países, participaram, entre os dias 19 e 21, do encontro internacional “Economia de Francisco”, atendendo ao convite...

Newsletter