Bispos filipinos exortam os jovens a manter-se fortes e corajosos diante das dificuldades

‘A fé nos dá coragem, força e esperança em tempos difíceis e tempos de grande sofrimento’, escreveram os prelados

Bispos filipinos exortam os jovens a manter-se fortes e corajosos diante das dificuldades
Foto: Comissão Episcopal da Juventude/Divulgação

Os jovens são chamados a manter vivas a fé e a esperança, especialmente em tempos de pandemias, afirmaram os bispos filipinos a respeito da Jornada Nacional da Juventude 2020,  cuja abertura está programada para acontecer em 16 de dezembro.

Numa carta pastoral publicada pela Comissão Episcopal da Juventude, intitulada “Missão para e com os jovens: uma carta aos jovens”, escrevem os bispos: “A pandemia de COVID-19 nos pegou desprevenidos. Vimos mudanças sem precedentes em todas as áreas de nossas vidas. Tivemos que enfrentar a realidade das igrejas fechadas e nos adaptar às atividades pastorais e de culto por meio da internet. Muitos de vocês, jovens, tiveram que ficar em casa com os mais velhos. Suas vozes, sorrisos e agitação não estão presentes em nossas igrejas e paróquias, nem nos campi“.

Dom Rex Andrew C. Alarcón, presidente da Comissão Episcopal da Juventude, observa que as atividades planejadas para o Ano da Juventude, proclamado para 2020, foram descartadas devido à emergência sanitária.

“Para alguns jovens, a crise significou o fim dos seus sonhos. Deus, contudo, nos ama. Jesus nos salva. Ele está vivo”, afirmou, citando a exortação apostólica Christus vivit, do Papa Francisco.

“Continuamos a nos adaptar – a carta continua – e tentamos entender muitas coisas. Mudanças inesperadas, restrições e incertezas podem ter levado ao tédio e à tristeza. Outros que sofrem com o impacto econômico podem sentir pena de si mesmos e se considerar sem valor.”

“À medida que a pobreza piora, alguns sucumbem ao desespero, ao desânimo e até mesmo à tentação de acabar com a própria vida. Esta nova normalidade também pode afetar nosso bem-estar emocional, psicológico e espiritual. As dificuldades, ansiedades e medos trazidos pela pandemia podem nos paralisar. Podem tirar nossos ideais, entusiasmo e alegria”.

Há também, no entanto, aspectos positivos: “O isolamento, que restringe o nosso dia a dia, permite-nos encontrar mais tempo para nós próprios. Pedimos a todos, nossos queridos jovens, que encontrem tempo para o silêncio e a oração. Encontrem tempo para ouvir e refletir a Palavra de Deus”.

“No silêncio e na oração”, disse o Bispo, “encontra-se a direção e a paz interiores. Cultivando o silêncio interior, ouve-se a voz de Deus na consciência, que é a sua bússola moral e espiritual e que nos ajuda a navegar por muitos dilemas, confusões e decisões difíceis”.

“Não devemos cair no círculo vicioso da culpa, do ódio e do desespero. Com Jesus vocês podem se recuperar de fracassos e derrotas; Jesus os salva e diz: Levantem-se!”

Portanto, os jovens devem “ser testemunhas de uma nova vida em Cristo” e sentir-se parte ativa da nova evangelização. “Caros jovens, enfrentem esta nova normalidade com a abertura e disponibilidade de um servo. Somos servos do Senhor. Descubram novos caminhos, novas formas de servir aos outros. As redes sociais, o espaço digital e até a crise atual são oportunidades: aqui encontramos novos caminhos e meios para levar a Boa-Nova aos outros. Este é um apelo à nova evangelização”, afirmam os bispos, que asseguram estar “ao lado dos jovens nesta missão” e os exortam a “ser criativos, envolver-se e ser fortalecidos pela graça do Senhor”.

Os bispos convidam os jovens a participar do programa de formação para o Dia Nacional da Juventude 2020. O programa inclui etapas que decorrerão ao longo do ano de 2021 no âmbito das celebrações dos 500 anos do Cristianismo nas Filipinas.

“Nossa fé cristã é um tesouro tão grande que mesmo quando o dinheiro, os alimentos e os recursos materiais são escassos, mesmo em face de uma pandemia ou desastre natural, é a fé que nos dá coragem, força e esperança em tempos difíceis e tempos de grande sofrimento. A fé é a convicção de que Cristo vive ”, conclui a carta.

Fonte: Agência Fides

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter