Confira nossa versão impressa

Papa manifesta pesar por antiga Basílica de Santa Sofia ser convertida em mesquita

POR JOÃO FOUTO

No domingo, 12, na oração do Angelus, no Vaticano, o Papa Francisco expressou pesar pela decisão do governo da Turquia de transformar a Basílica de Santa Sofia, em Istambul, em uma mesquita.

Papa manifesta pesar por antiga Basílica de Santa Sofia ser convertida em mesquita
(crédito: Vatican News)

O Papa saudava, por ocasião do dia internacional do mar, aqueles que trabalham no mar e estão longe das pessoas queridas e de seus países, e aproveitou o momento para se manifestar sobre a decisão do governo turco: “o mar me leva um pouco longe, em pensamento a Istambul… penso em Santa Sofia… e sinto muita dor”. Após essas palavras, podia-se ouvir alguns aplausos da pequena multidão que se encontrava na Praça de São Pedro.

A Basílica tem uma longa e rica história. Inaugurada em 537 pelo imperador cristão Justiniano, foi dedicada à Sabedoria Divina – Sofia significa sabedoria. Quando Constantinopla – atualmente chamada Istambul – caiu nas mãos dos Otomanos, em 1453, Santa Sofia foi convertida em uma mesquita, até que em 1934, Mustafa Kemal Ataturk, fundador da Turquia moderna, a transformou em museu.

Considerada um patrimônio da humanidade pela Unesco, a antiga Basílica era também um símbolo de diálogo entre cristãos e muçulmanos.

Por meio de um decreto na sexta-feira, 10, o presidente Recep Tayyip Erdogan anulou a decisão de 1934 e acatou o pedido de um pequeno grupo islâmico, convertendo Santa Sofia em Mesquita. Em discurso à nação, Erdogan disse que a primeira oração ocorrerá em 24 de julho.

A decisão provocou a reação do Patriarca Ecumênico de Constantinopla Bartolomeu, que alertou que a medida “será uma causa de ruptura entre estes dois mundos”, pois Santa Sofia, por seu valor simbólico, era um centro “no qual Oriente e Ocidente se abraçam”. Lembrou, ainda, que a decisão “levará milhões de cristãos em todo o mundo contra o Islã”.

Centenas de muçulmanos foram à frente da Mesquita gritar “Allah é grande” e o presidente Erdogan reagiu às críticas invocando a soberania nacional: “qualquer crítica é um ataque à nossa soberania”, disse. O presidente garantiu que não muçulmanos continuariam a poder visitar a Mesquita.

(Com informações de Vatican News)

- publicidade -

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Compartilhe!

Últimas Notícias

SP amplia programa Poupatempo de 75 para 340 unidades e investe em serviços digitais

 Estado aumentará cobertura de atendimento e levará serviços para todos os municípios; retomada nos postos ocorre dia 19

Famílias transformam a quarentena em oportunidade de conversão

“Fique em casa!” é uma das expressões mais ouvidas nos últimos cinco meses, desde quando começaram as...

Semana Nacional da Família destaca a missão da ‘Igreja doméstica’

“Eu e minha casa serviremos ao Senhor” (Josué 24,15) é o tema da Semana Nacional da Família,...

Papa pede o fim de armas nucleares e reza por vítimas de tragédia no Líbano

Duas mensagens de solidariedade marcaram a oração do Angelus do Papa Francisco, no domingo, 9. A primeira delas, a recordação do aniversário...

Papa batiza irmãs siameses separadas em hospital do Vaticano

As meninas, agora com 2 anos, provêm da República Centro Africana, As irmãs siamesas...

Newsletter