Confira nossa versão impressa

Romênia institui o Dia Nacional da Consciência da Violência contra os Cristãos

Data escolhida é 16 de agosto. Objetivo é chamar a atenção para a dramática situação de perseguição dos cristãos pelo mundo

Romênia institui o Dia Nacional da Consciência da Violência contra os Cristãos
Missa na Catedral de Bucareste, capital do país (crédito: Arquidiocese de Bucareste)

No mês de junho deste ano, o governo da Romênia aprovou uma lei designando o dia 16 de agosto como Dia Nacional da Consciência da Violência contra os Cristãos.

O embaixador romeno junto à Santa Sé, Liviu-Petru, disse, em entrevista a Rome Reports: “penso ser uma mensagem de fraternidade que concorda com a mensagem enviada pelo Santo Padre sobre a fraternidade humana. É uma mensagem sobre a necessidade de encontrar essa conexão que nos une, independentemente das crenças religiosas. Enquanto seres humanos, seres sociais, nós somos irmãos e irmãs”.

Esse dia também comemora o príncipe romeno Constantino Brancoveanu, um cristão que, junto a seus quatro filhos, foi martirizado por sua fé no dia 15 de agosto de 1714, em Constantinopla.

“O príncipe Brancoveanu foi também importante porque encorajou, pela primeira vez na história da cultura romena, a publicação de uma famosa Bíblia, a Bíblia de Bucareste, em 1688”, acrescentou Liviu-Petru.

O embaixador romeno junto a Santa Sé afirmou, ainda, que a Romênia é um país de tolerância, com 21 grupos religiosos que livremente cultivam sua fé. Trata-se, de fato, de uma condição privilegiada que nem todos os países possuem. Para percebê-la, basta ler sobre a crescente violência contra os cristãos pelo mundo.

“O dia fixado é 16 de agosto, e o objetivo é chamar a atenção para essa dramática situação do mundo moderno, essa ressurreição dos conflitos religiosos”, disse o embaixador.

A partir de agora, todo dia 16 de agosto, as construções mais importantes do País, inclusive o Parlamento em Bucareste, serão iluminadas.

Ontem foram  realizadas celebrações religiosas com o fim de incentivar a solidariedade e fraternidade com aqueles que enfrentam perseguições.

Fonte: Rome Reports

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

SP fecha último hospital de campanha para tratamento de covid-19

Os equipamentos utilizados serão doados para instituições assistenciais e unidades de saúde pública Com...

Arquidiocese terá paróquia em honra a Santa Dulce dos Pobres

No próximo sábado, 26, às 18h, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo, presidirá...

Papa: cultura do descarte é um atentado contra a humanidade. ONU seja oficina de paz

Coronavírus, desigualdade, perseguição religiosa, armas, Amazônia e família: estes são alguns dos temas tratados pelo Papa Francisco...

Bíblia: alimento para a peregrinação dos filhos de Deus

Muitas pessoas afirmam ter dificuldade em ler e compreender as Escrituras, por não entender sua linguagem, símbolos e contextos. É por isso...

‘Economia de Francisco’: jovens dialogam com o Cardeal Scherer

Arcebispo de São Paulo participou de reunião virtual com três brasileiros integrantes ADCE que participam do evento internacional

Newsletter