Confira nossa versão impressa

Campanha contra poliomielite e multivacinação termina sexta-feira, 13

Com baixa adesão, mais de 50% do público-alvo ainda precisa ser vacinado; são ofertadas 14 vacinas que protegem contra cerca de 20 doenças

Campanha contra poliomielite e multivacinação termina sexta-feira, 13
Governo Federal

A Secretaria de Estado da Saúde encerra nesta sexta-feira, 13, a Campanha de Vacinação contra Poliomielite e Multivacinação. Ainda é preciso vacinar no estado 1,1 milhão de crianças menores de cinco nos contra a paralisia infantil. Apenas 47,8% do público-alvo foi vacinado até o final da última semana.

A meta da imunização contra pólio é de 95% do público-alvo, equivalente a 2,1 milhões de crianças. Até o momento foram vacinadas 1.059.162 crianças

Assim como a campanha contra a pólio, a de multivacinação também está bem abaixo da meta. Desde 2 de outubro, quando teve início, cerca de 641,8 mil crianças e adolescentes de 5 a 14 anos comparecerem nos pontos para atualização da carteira vacinal. Destes, 293,5 mil tiveram vacinas aplicadas, representando 45,7%.

O índice de comparecimento nesta faixa etária está em apenas 10,2%. Na faixa de menores de um ano, 307,9 mil estiveram nesses serviços (cerca de 50,3% do público-alvo), com vacina aplicada em 209,9 mil (68,2% no total).

As campanhas têm como principal objetivo aumentar a cobertura vacinal e atualizar cadernetas, aplicando doses de vacinas importantes e que podem estar pendentes, garantindo assim a devida proteção contra os vírus que circulam no território. Para garantir a prevenção contra a poliomielite, pais ou responsáveis por crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 anos devem levar os pequenos para receber a “gotinha” (vacina oral, VOP).

“Reforçamos o pedido para os pais e responsáveis para que levem os menores de 14 anos aos postos de vacinação para a atualização das carteirinhas e imunização contra poliomielite. A vacinação é a única forma de prevenirmos diversas doenças graves que podem ser fatais”, afirma o Secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn.

“Somente com a participação e o comparecimento de país e responsáveis aos postos de vacinação vamos garantir coberturas vacinais de 90 e 95%, metas indicadas para proteção efetiva da população”, explica a coordenadora do Programa Estadual de Vacinação, Helena Sato.

14 tipos de vacinas

Os pais ou responsáveis devem levar as crianças a um dos 5 mil postos de saúde localizados nos municípios do Estado com a carteira de vacinação em mãos para que um profissional avalie quais doses precisarão ser aplicadas, tanto para eventual situação de atraso, falta ou necessidade de reforço. A medida contribui para melhorar as coberturas vacinais, que têm oscilado nos últimos anos.

No total, serão oferecidas 14 tipos de vacinas que protegem contra cerca de 20 doenças: BCG (tuberculose); rotavírus (diarreia); poliomelite oral e intramuscular (paralisia infantil); pentavalente (difteria, tétano, coqueluche, hepatite B, Haemophilus influenza tipo b – Hib); pneumocócica; meningocócica; DTP; tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola); HPV (previne o câncer de colo de útero e verrugas genitais); além das vacinas contra febre amarela, varicela e hepatite A. Além disso, neste ano, também passou a integrar o SUS uma nova vacina, já inserida na campanha: Meningo ACWY, que protege contra meningite e infecções generalizadas, causadas pela bactéria meningococo dos tipos A, C, W e Y.

Somando todos os tipos de vacinas, são mais de 5,2 milhões distribuídas nos postos do estado para aplicação na população-alvo. Veja a tabela completa com relação das vacinas, faixas etárias previstas para receber as doses e dados de cobertura está disponível no link.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Cardeal Scherer envia saudação ao prefeito reeleito de São Paulo

Em mensagem enviada a Bruno Covas, Arcebispo de São Paulo reitera a necessidade de um governo que não se esqueça dos mais pobres e...

Bruno Covas é reeleito prefeito de São Paulo

Ele foi o mais votado em 50 das 58 zonas eleitorais da cidade, tendo mais de 3,1 milhões de votos O candidato do PSDB à...

Padre Vitor Bertoli: uma vida dedicada à caridade e à promoção humana

No cruzamento da Avenida Rebouças com a Rua Henrique Schaumann e a Avenida Brasil, encontra-se a Igreja Senhor Bom Jesus dos Passos, na Praça...

Católicos coreanos abrem jubileu dos 200 anos do nascimento de São Kim Degun

Na manhã deste domingo, 29, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu uma missa na matriz da Paróquia Pessoal Coreana São...

Como denunciar as fake news e outras irregularidades nas Eleições 2020?

Em sites específicos e até pelas redes sociais é possível ajudar a combater a desinformação neste dia de eleições Neste dia de eleição, eleitores que...

Newsletter