Confira nossa versão impressa

‘Que Deus que nos mantenha firmes, fortes e esclarecidos na nossa fé’

‘Que Deus que nos mantenha firmes, fortes e esclarecidos na nossa fé’

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu a missa na manhã deste sábado, 12, na capela de sua residência, transmitida pela rádio 9 de Julho e pelas mídias digitais da Arquidiocese.

Nesta data, a Igreja celebra o Santíssimo nome de Maria, comemoração feita dias após a festa da sua natividade, celebra na última terça-feira, 8.

“Maria, nome que tantas vezes invocamos, é aquela que Deus amou e escolheu para ser a mão de seu Filho, aquela que foi agraciada para que pudesse nos trazer o Salvador do mundo”, destacou Dom Odilo.

BONS FRUTOS

No Evangelho (Lc 6,43-49), Jesus conclui o discurso das bem-aventuranças dizendo: “Não existe árvore boa que dê frutos ruins, nem árvore ruim que dê frutos bons. Toda árvore é reconhecida pelos seus frutos. Não se colhem figos de espinheiros, nem uvas de plantas espinhosas”.

Em seguida, o Senhor destaca que homem bom tira coisas boas do bom tesouro do seu coração, enquanto o mau tira coisas más, pois “sua boca fala do que o coração está cheio”.

“Isso deve nos levar a pensar na educação do nosso caráter, da nossa vida, no controle que devemos adquirir sobre as nossas paixões, tendências, vícios e inclinações, para que não produzam frutos ruins a todo instante”, explicou o Arcebispo.

O Cardeal destacou, ainda, que o crescimento na virtude é um esforço diário que dura até o fim da vida, para que sejam produzidos os frutos que são conforme o Espírito de Deus que habita em cada pessoa.

UM SÓ SENHOR

Na primeira leitura (1Cor 10,14-22), São Paulo enfrenta o problema da idolatria que ainda não havia sido superado na comunidade de Corinto, dando a entender que algumas pessoas, depois de participarem da Eucaristia, buscavam os sacrifícios aos ídolos pagãos.

“O cálice que abençoamos, não é comunhão com o sangue de Cristo? E o pão que partimos, não é comunhão com o corpo de Cristo? Porque há um só pão, nós todos somos um só corpo, pois todos participamos desse único pão”, ressaltou o Apóstolo.

Dom Odilo enfatizou a seriedade desse assunto, pois, ainda hoje, há pessoas que participam dos mistérios cristãos e buscam outros cultos e ídolos que não condizem com a fé que afirmam professar. “Jesus já nos disse que não podemos servir a dois senhores… Quem participa da idolatria serve a outros ‘senhores’ e não respeita o primeiro mandamento: ‘amar a Deus sobre todas as coisas’”, sublinhou.

O Arcebispo também esclareceu que o respeito a outras religiões e o diálogo com aqueles que as professam é diferente da idolatria, que consiste na prática e no culto a outra tradição religiosa. “Peçamos a Deus que nos mantenha firmes, fortes e esclarecidos na nossa fé”, concluiu.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

‘Que sejamos pedras vivas na edificação da Igreja’

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu a missa nesta terça-feira, 20, na capela...

Aos 85 anos, morre o Padre Daniel Francis McLaughlin

Sacerdote norte-americano era missionário no Brasil desde 1981, e atuou em paróquias das zonas Leste e Noroeste da cidade de São Paulo

CoronaVac é a vacina em teste mais segura contra covid-19

A informação foi dada hoje pelo diretor do Instituto Butantan O diretor do Instituto...

Vândalos colocam fogo em igrejas em Santiago, no Chile

“A violência é má, e quem semeia violência consegue destruição, dor e morte. Nunca justifiquemos nenhuma violência”, afirmou o Arcebispo de Santiago,...

Número de mortes violentas aumenta 7,1% no 1º semestre, diz anuário

O maior crescimento desse tipo de crime ocorreu no Ceará No primeiro semestre deste...

Newsletter