‘A misericórdia de Deus é poderosa para nos livrar de todos os males’

(Foto: Bruno Melo)

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu, na capela de sua residência, a missa desta desta segunda-feira, 1º, transmitida pela rádio 9 de Julho e pelas mídias digitais da Arquidiocese.

A liturgia da 4ª Semana do Tempo Comum continua a leitura da Carta aos Hebreus, que, no trecho deste dia (Hb 11,32-40), apresenta uma série de testemunhas da fé do Antigo Testamento. “O fruto da perseverança na fé é a recompensa de Deus. Essa é uma exortação forte para enfrentar os momentos difíceis”, afirmou Dom Odilo, na homilia.

Já  Evangelho (Mc 5,1-20) apresenta a passagem da cura do homem possuído por espíritos impuros, que morava em meio aos túmulos de um cemitério. O texto narra que Jesus ordenou que os demônios deixassem o homem e fossem para uma manada de porcos que se atirou no mar. Diante do fato, aqueles que cuidavam dos porcos pediram que Jesus fosse embora daquela região.

Poder da Palavra

“Jesus mostra que o poder de Deus está nele. A descrição da situação desse pobre homem possuído por uma legião de demônios mostra como isso era difícil para o povo, pois ninguém conseguia dominá-lo… Jesus, com sua palavra, expulsa toda a legião. São, inclusive, os demônios que pedem ao Senhor que não os mande embora”, ressaltou o Cardeal, acrescentando que embora reconheçam que Jesus é o Filho de Deus, os demônios não temem a Deus, nem professam a fé nele.

O Arcebispo salientou, ainda, que a misericórdia de Deus é maior que a multidão dos pecados e é mais forte até que o poder de uma legião de demônios. Por fim, Dom Odilo recordou a recomendação dada por Jesus ao homem liberto dos espíritos impuros: “Vai para casa, para junto dos teus e anuncia-lhes tudo o que o Senhor, em sua misericórdia, fez por ti”.

“A misericórdia de Deus é poderosa para nos livrar de todos os males, de todos os demônios. Não tenhamos medo de recorrer a Ele e não prefiramos ficar com nossos demônios, mandando Jesus embora”, concluiu Dom Odilo.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter