Aos 90 anos, morre o Cônego Dario Benedito Bevilacqua

A Arquidiocese de São Paulo informou, na manhã desta terça-feira, 25, o falecimento do Cônego Dario Benedito Bevilacqua, aos 90 anos de idade, na cidade de Jundiaí (SP). Ele estava com a saúde debilitada em decorrência do mal de Alzheimer.

Cônego Dario Bevilacqua durante missa da Família dos Amigos da rádio 9 de Julho

O corpo será sepultado, nesta tarde no Cemitério Nossa Senhora do Desterro (Avenida Henrique Andrés, 360, centro, de Jundiaí)

VIDA DEDICADA À IGREJA

Cônego Dario nasceu em 20 de outubro de 1931 e foi ordenado sacerdote em 4 de novembro de 1956. Ele era membro do Cabido Metropolitano de São Paulo, “o colégio de sacerdotes, ao qual compete realizar as funções litúrgicas mais solenes na igreja catedral ou colegiada; além disso, compete ao cabido da catedral desempenhar funções que lhe são confiadas pelo direito ou pelo Bispo diocesano”, conforme consta no Código de Direito Canônico, Cân. 503.

O Sacerdote esteve entre os primeiros membros da Comissão Arquidiocesana de Pastoral (atual Secretariado Arquidiocesano de Pastoral), instituído pelo Cardeal Paulo Evaristo Arns, então Arcebispo Metropolitano, na década de 1970.

Exerceu seu sacerdócio em diferentes paróquias da Região Sé e também foi cura da Catedral da Sé entre 1981 e 1992.

Cônego Dario esteve a frente do Vicariato dos Construtores da Sociedade, instituído por Dom Paulo em maio de 1992, a fim de envolver a toda a sociedade paulistana nas mobilizações em prol da liberdade e da justiça no Brasil pós-redemocratização.

Cônego Dario também foi colaborador do jornal O SÃO PAULO. Em 24 de junho de 1997, foi nomeado diretor geral da rádio 9 de Julho, desempenhando papel fundamental para os trâmites que culminaram na reabertura da emissora da Arquidiocese de São Paulo em 1999. Também colaborou para a criação das Faculdades Associadas do Ipiranga, atual Unifai.

4 comentários em “Aos 90 anos, morre o Cônego Dario Benedito Bevilacqua”

  1. Monsenhor Dario foi uma mente brilhante, associada à uma doçura extremada. Tive a oportunidade de ser próxima a ele, como paroquiana na Paróquia do Santíssimo Sacramento/ SP . Deixou saudades!

    Responder

Deixe um comentário