Arquidiocese de São Paulo realiza a Coleta para os Lugares Santos

A Coleta foi instituída por São Paulo VI em 25 de março de 1974, por meio da exortação apostólica Nobis in animo.

Terra Santa

No domingo, 22, em todas as missas na Arquidiocese de São Paulo será realizada a Coleta para os Lugares Santos, que tradicionalmente acontece na Sexta-feira Santa, mas neste ano foi transferida, pois na Semana Santa, em abril, a cidade de São Paulo estava sob a fase mais restritiva de atividades presenciais em razão da pandemia de COVID-19.

A Coleta para os Lugares Santos foi instituída por São Paulo VI em 25 de março de 1974, por meio da exortação apostólica Nobis in animo.

“A Igreja de Jerusalém ocupa um lugar de eleição na solicitude da Santa Sé e na preocupação de todo o mundo cristão, enquanto o interesse pelos Lugares Santos, e em particular pela cidade de Jerusalém, emerge mesmo nos grandes consensos das nações e nas maiores organizações internacionais”, afirmou o Santo Padre na exortação apostólica.

Em carta publicada em 11 de março, o Cardeal Leonardo Sandri, Prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais, fez um apelo a todos os cristãos: “Se diminuir este pequeno gesto de solidariedade e de partilha, será ainda mais difícil para tantos cristãos daquelas terras resistir à tentação de deixar o próprio país. Será difícil manter as paróquias na sua missão pastoral, e continuar a obra educativa por meio das escolas cristãs e o empenho social a favor dos pobres e dos que sofrem. Os sofrimentos de tantos deslocados e refugiados que tiveram que deixar as suas casas por causa da guerra necessitam de uma mão estendida e amiga para deitar sobre as suas feridas o bálsamo da consolação”.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter