‘As religiões têm o compromisso de ajudar a humanidade a viver em fraternidade e paz’

Afirmou o Cardeal Odilo Scherer, em evento inter-religioso em memória das vítimas do Holocausto

‘As religiões têm o compromisso de ajudar a humanidade a viver em fraternidade e paz’, Jornal O São Paulo
(Foto: Padre Luiz Eduardo Baronto)

Por ocasião do Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto, a Confederação Israelita do Brasil (Conib), a Federação Israelita do Estado de São Paulo (Fisesp) e a Congregação Israelita Paulista (CIP), promovem na quinta-feira, 27, um ato em memória às vítimas do Holocausto.

Além de sobreviventes do Holocausto, o evento realizado na Sinagoga Etz Chaim , na Consolação, contou com a participação de autoridades civis, religiosas e comunitárias que homenagearam com o acendimento de seis velas os 6 milhões de judeus assassinados pelos nazistas durante a II Guerra Mundial.

Vergonha para a humanidade

Entre os convidados estava o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo, que manifestou a solidariedade e proximidade da comunidade cristã católica para com a comunidade judaica que sofreu os horrores do Holocausto, que ele classificou como “uma vergonha para a humanidade”.

“Recordar, todos os anos, esta tragédia inominável é ocasião para que tomemos consciência de que se não lembramos da História e não aprendemos suas lições, corremos o risco de repeti-las”, afirmou Dom Odilo.

Família de Deus

O Purpurado enfatizou que as religiões têm por finalidade religar o homem a Deus, no entanto, isso não é possível sem a aproximação daqueles que estão ao seu redor. “Há um só Deus, então, há uma só família de Deus na qual, por isso, devemos todos nos reconhecer como irmãos”, acrescentou.

“Isso nos leva, como religiosos, a um empenho fundamental, em primeiro lugar, pelo respeito profundo à pessoa humana e a sua dignidade. Em segundo lugar, a lutarmos pela solidariedade. Diante de tragédias que nossos semelhantes sofrem não podemos fechar o nosso coração, pensar apenas naquilo que nos é cômodo, mas fazer tudo o que é possível para socorrer quem está sofrendo”, reforçou o Arcebispo.  

 “O Deus da Bíblia, como nós o conhecemos, é o Deus que está ao lado dos injustiçados, perseguidos, humilhados e maltratados. Se nós não estamos do lado deles, não estamos do lado de Deus”, salientou o Cardeal, reforçando que todos devem contribuir no presente para se prevenir o surgimento de “novos fermentos” que possam levar a tragédias como as vividas no passado e concluiu: “As religiões têm o compromisso de ajudar a humanidade a viver em fraternidade e paz”.  

3 comentários em “‘As religiões têm o compromisso de ajudar a humanidade a viver em fraternidade e paz’”

  1. Cada um reze sua espiritualidade, não confundir a verdadeira religião com outras !
    Respeito sim , capitulação jamais , perdoe me Eminência muita subserviência!!!!

    Responder

Deixe um comentário para Nancy Nogueira Cancelar resposta