Cardeal Scherer: ‘Deus nos confia muitos dons, mas muitos não fazem nada com isso’

Cardeal Scherer: ‘Deus nos confia muitos dons, mas muitos não fazem nada com isso’
Reprodução

Na quarta-feira, 17, da 33º semana do Tempo Comum, memória litúrgica de Santa Isabel da Hungria, o Cardeal Odilo Pedro Scherer presidiu, na capela de sua residência, a missa transmitida pela rádio 9 de Julho e pelas mídias digitais da Arquidiocese.

Na homilia, o Arcebispo de São Paulo refletiu sobre a primeira leitura (2Mc 7,1.20-31), em que uma mãe teve seus sete filhos martirizados, porque eles não aceitam desonrar os costumes da sua religião, comendo carne de porto, conforme queria impor o rei de origem grega, com o objetivo de anular a cultura e a religião do povo.

“Já tivemos em outros tempos grupos que queriam impor a todos o mesmo estilo de cultura, de lei e de pensamento, querendo obrigar todos a pensarem do mesmo jeito e isso nunca deu certo, acaba em violência e tirania da parte daqueles que querem impor a todos a sua maneira de ser e de pensar”, disse Dom Odilo.

O Cardeal salientou que isso deve levar a sociedade a refletir sobre como estão as coisas atualmente, pois muitos grupos ainda querem impor suas ideologias e seu modo de pensar e, devido a esse radicalismo, querem até eliminar quem pensa diferente.

“Deus deu a cabeça para pensar e as pessoas pensam de maneiras diferentes, pois Ele deu a liberdade. Temos que reconhecer que nós não precisamos concordar com o que o outro pensa ou fala, mas também o outro não precisa concordar com o que nós falamos, pois isso a liberdade”, reiterou.

REVISÃO DE VIDA

Dom Odilo, refletindo sobre o Evangelho do dia (Lc 19,11-28), recordou a parábola em que o rei confia aos seus empregados parte de suas riquezas, para que eles cuidassem no período que ele estaria ausente e lucrassem, mas um empregado decidiu esconder o dinheiro e não fez nada com ele.

“No fundo, essa é um pouco a parábola da nossa vida, pois Jesus conta uma parábola referindo-se aquilo que acontece em nossa vida em relação a Deus, que nos confia muitos dons, mas muitos não fazem nada com isso, ou fazem coisas ruins”, disse.

O Arcebispo de São Paulo enfatizou que na proximidade da Solenidade de Cristo Rei, último domingo do ano litúrgico, é uma oportunidade para que todos façam uma revisão de vida.

“Jesus de várias maneiras alerta que a prestação de contas é séria e diante de Deus um dia nós teremos que explicar o que fizemos da nossa vida com que recebemos e como nós acolhemos Deus, se levamos Deus a sério ou rejeitamos a Deus, ou se não quisemos saber dos seus caminhos”, concluiu.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter