Casa Madre Assunta Marchetti inaugura biblioteca comunitária

Pascom paroquial

A Casa Madre Assunta Marchetti inaugurou, no dia 2, uma biblioteca comunitária, que recebeu o nome de Biblioteca Irmã Angela Larini, em homenagem à religiosa missionária scalabriniana que chegou ao Brasil, acompanhada de Madre Assunta Marchetti, cofundadora das Irmãs Missionárias de São Carlos Borromeu (Scalabrinianas). 

Fundada em 7 de agosto de 1904 pelo Venerável Padre José Marchetti para acolher os órfãos de imigrantes italianos, a Casa Madre Assunta Marchetti oferece proteção social aos assistidos. Por meio do Projeto Conviver, crianças e adolescentes de 5 a 13 anos são estimulados a desenvolver suas competências pessoais, relacionais, espirituais, cognitivas e produtivas. 

Padre Arlindo Teles, Pároco da Paróquia São José do Maranhão, no Tatuapé, presidiu uma missa na inauguração da biblioteca. Na homilia, recordou a história e missão da religiosa que deu nome ao novo espaço. “O caminho da Irmã Angela foi luminoso e deixou para a história uma recordação admirável de convicção, consistência, maturidade e coerência, doando-se inteiramente à missão e sendo enfermeira das crianças órfãs e dos imigrantes”, afirmou. 

Por Fernando Arthur e Padre Arlindo Teles
Colaboração especial para a Região Episcopal Belém

Deixe um comentário