CET já registrou mais de 4 mil casos de furtos e vandalismo a semáforos na cidade de São Paulo em 2021

A CET mantém equipes trabalhando 24 horas, incluindo finais de semana e feriados, para realizar os reparos e substituições necessárias nos equipamentos danificados

Prefeitura/CCS

O período de quarentena, com ruas mais vazias e menor fluxo de veículos em circulação, contribuiu para o aumento de furto de fios e atos de vandalismo nos equipamentos que controlam os semáforos em São Paulo. Um levantamento feito pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) mostra que, entre janeiro e outubro de 2021, foram registradas 4.194 ocorrências deste tipo de crime. O número representa, em média, 14 semáforos danificados por dia. Trata-se de um aumento de 10,22% em relação ao mesmo período de 2020, quando foram contabilizadas 3.805 ocorrências.

Nos dez meses de 2021, já foram reinstalados 314 quilômetros de fiação elétrica nos equipamentos alvos de dano ao patrimônio. É a distância aproximada entre São Paulo e a cidade de Ribeirão de Preto no interior paulista.

O vandalismo de um controlador pode afetar o funcionamento de até cinco cruzamentos semaforizados numa mesma região. A área central da cidade costuma concentrar o maior número de falhas por furto ou vandalismo. Neste ano, entretanto, verifica-se um aumento significativo na zona Leste/Sudeste. Vale ressaltar que a cidade de São Paulo tem o maior parque semafórico do País, com 6.642 cruzamentos e travessias semaforizadas. No ano de 2020 tivemos 281 ocorrências de furto/vandalismo em controlador, uma média de 23/mês. Em 2021, até outubro, este número é de 221 ocorrências, uma média de 22/mês.

Para minimizar o volume das ocorrências, a CET tem feito o alteamento dos controladores semafóricos, a concretagem e soldagem das tampas das caixas de passagem da fiação bem como das janelas de inspeção das colunas semafóricas. Os danos causam prejuízos e, principalmente, colocam em risco a segurança de pedestres e condutores.

Entre março e dezembro de 2020 foram registrados 16 flagrantes de furto ou vandalismo de semáforos. De janeiro a outubro de 2021, já foram 19 flagras.

A CET atua conjuntamente com a Secretaria de Segurança Pública, Polícias Civil e Militar e a GCM para a adoção de medidas que combatam esse tipo de crime tão nocivo à cidade. A população pode ajudar. Ao flagrar um ato criminoso, denuncie pelo 190 ou 156.

Locais recordistas de furtos no período de janeiro a outubro de 2021:

– Av. São Miguel x R. Taiuvinha

– Av. dos Metalúrgicos Nº 1.797

– Av. Calim Eid x R. Jarauara

– Av.Senador Teotônio Vilela x Retorno R. Luiz Supertti

– R. Sapopemba x Av. Salvador Jorge Velho

– Est. do Imperador nº 1.900

– Av. Marechal Tito x Pç. Lions Clube Itaim Paulista

– Av. do Estado x R. dos Patriotas

– Av. Celso Garcia x R. Simas Pimenta

– Av. José Pinheiro Borges x R. Modelo

– Av. Dona Belmira Marin x R. Antônio José Escudeiro

– R. Flores do Piauí x R. Américo Salvador Novelli

Números de 2019 e 2020

Durante todo o ano de 2020, a CET registrou 4.554 ocorrências de furto e vandalismo de componentes de equipamentos de sinalização semafórica na cidade de São Paulo. Além dos equipamentos eletrônicos, foram furtados aproximadamente 393 quilômetros de cabos elétricos. Em 2019, foram 1.969 ocorrências de furto e vandalismo, durante os 12 meses do ano, totalizando 185 quilômetros de cabos elétricos além de componentes eletrônicos de energia e controle.

(Com informações de Prefeitura de SP)

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter