Conheça quem são os 8 seminaristas ordenados diáconos neste sábado

Ordenação aconteceu na Catedral da Sé, presidida pelo Cardeal Odilo Pedro Scherer

Arquivo - O SÃO PAULO

Pela imposição das mãos do Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, oito seminaristas foram ordenados diáconos no sábado, 9, às 15h, na Catedral da Sé.

O diaconato é o primeiro grau do sacramento da Ordem – seguido do presbiterato (padres) e do episcopado (bispos).

A palavra grega diakonia significa serviço. “Entre outros serviços, pertence aos diáconos assistir o bispo e os sacerdotes na celebração dos divinos mistérios, sobretudo da Eucaristia, distribuí-la, assistir ao Matrimônio e abençoá-lo, proclamar o Evangelho e pregar, presidir aos funerais e consagrar-se aos diversos serviços da caridade”, conforme consta no Catecismo da Igreja Católica, parágrafo 1570.

Leia a seguir, um breve perfil dos que serão ordenados diáconos. Quatro deles são seminaristas da Arquidiocese de São Paulo; os outros quatro dos Legionários de Cristo, instituto religioso clerical de direito pontifício, atualmente composto por mil sacerdotes e 700 seminaristas em todo o mundo, cujo lema é “Venha a nós o vosso Reino”, a partir do qual se comprometem a promover a plenitude batismal por meio da formação de líderes cristãos que queiram viver sua vocação cristã à santidade e ao apostolado.

OS 4 FUTUROS DIÁCONOS SEMINARISTAS DA ARQUIDIOCESE

Jonathan Aparecido Lopes Gasques

29 anos, nascido em São Paulo (SP)

Lema: “Eu te conhecia só de ouvir, mas agora meus olhos te veem” (Jó 42,5)

Ingressou no Seminário Propedêutico em 2011. Tem especialização em teologia pastoral. Atualmente, é estudante do mestrado em Teologia pela PUC-SP.

“Sentir o chamado vocacional logo após a 1a Eucaristia na Paróquia São Mateus Apóstolo, na Região Belém. Toda a minha adolescência fui sendo acompanhado pelo Padre Lauro Wisnieski. Em 2008, houve o encontro do Papa Bento XVI no Pacaembu com os jovens. A sua presença e as suas palavras naquele dia foram determinantes para minha decisão pelo sacerdócio. Além disso, a renúncia a tudo aquilo que gostava e a família por assumir algo maior. O próprio Deus...”

Pedro Paulo Pereira Funari

33 anos, nascido em São Paulo (SP)

Lema: “Tu tens palavras de vida eterna” (Jo 6,69)

Ingressou no seminário em 2017. Realizou estudos de Filosofia e Teologia em Roma. Também tem graduação e mestrado em Economia. Ele interrompeu o doutorado nesta área para ingressar no seminário.

“O chamado ao sacerdócio eu senti desde muito pequeno. E era um chamado que sempre se fazia novamente presente em diversas ocasiões da minha vida. O determinante foi a vontade de uma entrega radical, total, primeiramente a Deus, e depois a todas as pessoas igualmente. Eu sempre tive muito claro que esta nossa vida vai passar, e que nós devemos escolher como aproveitar este tempo que Deus nos dá. Com a ajuda da graça, e com o conselho de tantas boas pessoas, eu vi que Deus me pedia para entregar tudo para ele, sem reservas. E justamente essa a vida de um sacerdote, levar Deus às pessoas e as pessoas a Deus!”

João Henrique Funari Fouto

29 anos, nascido em São Paulo (SP)

Lema: “Porque Ele nos amou primeiro” (1Jo 4,19)

O ingresso no seminário ocorreu no ano de 2017. Ele realizou estudos de Filosofia e Teologia em Roma. Também é graduado em Economia.

“Comecei a pensar em ser padre pela primeira vez em 2014, quando tinha 21 anos, estando no meio/fim da faculdade. Foi determinante a formação cristã que recebi dos meus pais, que não só transmitiram a importância da fé como também das virtudes humanas. Outras duas coisas que penso terem sido determinantes: os Terços que minha avó fazia os netos rezar e o exemplo de alguns santos (lembro de me impressionar com uma história em quadrinhos de São Francisco Xavier)”.

Felipe Batista da Silva

31 anos, nascido em Ipiaú (BA)

Lema: “Olhou-o com misericórdia e o escolheu”.

Ingressou no seminário no ano de 2015. Além das graduações em Teologia e Filosofia, tem pós-graduação em Teologia Pastoral

“O chamado de Deus em minha vida, aconteceu desde quando eu era criança. Mas, após a adolescência, houve um momento em que precisei dar uma resposta. Seguir Jesus mais de perto é maravilhoso, porém, não há como segui-Lo sem renúncia. ‘Se alguém quer vir após mim, renuncie a si mesmo, tome sua cruz, cada dia, e siga-me’ (Lc 9,23)”, recordou, afirmando, ainda, que até 15 anos, seguia a vida de cristão na simplicidade, participando de missas e momentos de oração. “Meu coração andava inquieto toda vez que eu me aproximava de Deus, pois sabia que Ele me chamava. Existia um dilema dentro de mim: não desistar eu estou contigo. Passei momentos muitos difíceis, mais até aqui o Senhor me olhou com misericórdia e me escolheu. Sou muito grato a Deus e à Arquidiocese de São Paulo, na pessoa do Cardeal Odilo Scherer e de Dom Cícero [que por anos foi reitor do Seminário de Teologia], e dos formadores”.

FUTUROS DIÁCONOS FORMADOS PELOS LEGIONÁRIOS DE CRISTO

Arquivo: Legionários de Cristo

Celso Júlio da Silva, LC

30 anos, nascido em Candeias (MG)

Entrou no seminário menor dos Legionários de Cristo em Arujá (SP), em 2005. Na mesma cidade, ingressou no noviciado, em 2010. Logo foi transferido para o noviciado de Medelín, na Colômbia. Emitiu os seus primeiros votos religiosos em 2012. No mesmo ano, apoiou durante seis meses no seminário menor de Arujá-SP como formador e professor. Realizou um ano de estudos humanísticos em Salamanca, na Espanha, e estudou o bacharelado de Filosofia em Roma no Ateneu Pontifício Regina Apostolorum, de 2013 até 2016. Realizou as práticas apostólicas como formador e prefeito de estudos no Seminário Menor de Mérida, na Venezuela, e também no Colégio Cumbres, de Medelín. Em 2020, iniciou o bacharelado de teologia e emitiu os votos perpétuos em janeiro de 2021. Também apoiou como professor assistente de filosofia no Seminário Maria Mater Ecclesiae, em Itapecerica da Serra (SP), no ano de 2021.

Flávio Lopes de Oliveira, LC

28 anos, natural de Curitiba (PR)

Entrou na apostólica de Curitiba, em 2006. Ingressou ao Noviciado em Arujá (SP), em 2010, e fez sua primeira profissão religiosa em 2012. Estudou Humanidades em Salamanca, na Espanha, e Filosofia em Roma, na Itália, no Ateneu Pontifício Regina Apostolorum. Realizou práticas apostólicas no território do México, entre 2016 e 2018, onde foi promotor vocacional e trabalhou com jovens universitários. Em seguida, foi formador no seminário menor de Guadalajara. Fez Teologia em Roma, Itália, entre 2019 e 2022 e também estudou Psicopedagogia da Vida Consagrada. Fez sua profissão perpétua em janeiro de 2021.

João Paulo Jäger, LC

30 anos, natural de Guaramirim (SC)

Ingressou no Centro Vocacional de Curitiba, em 2007. Fez o noviciado em Arujá (SP), de 2010 a 2012. Emitiu os primeiros votos no dia 11 de março de 2012. Estudou Humanidades Clássicas em Monterrey, no México, de 2012 a 2014. Estudou Filosofia em Roma, no Ateneu Pontifício Regina Apostolorum, de 2014 a 2017. Realizou as suas práticas apostólicas como membro da equipe auxiliar do ECYD da Baviera e da Áustria, entre 2017 e 2019. Cursou Teologia em Roma, no Ateneu Pontifício Regina Apostolorum, entre 2019 e 2022. Emitiu seus votos perpétuos em janeiro de 2021.

Sérgio Rafael Mourão da Silva, LC

30 anos, natural de Salto (SP)

Ingressou no Centro Vocacional de Arujá (SP), em janeiro de 2006, onde continuou seus estudos até o Ensino Médio. Fez o Noviciado em Arujá/SP, entre 2009 e 2011, emitindo sua profissão dos votos em fevereiro deste ano. Realizou os estudos de Humanidades Clássicas entre os anos de 2011 e 2013, em Monterrey, no México. Cursou Filosofia em Roma, no Ateneo Pontificio Regina Apostolorum, entre os anos 2013 e 2016. Começou suas práticas apostólicas no Brasil, em 2016, inicialmente como instrutor de formação no Colégio Everest de Curitiba e Assistente para o ECYD e, posteriormente, foi formador no Centro Vocacional de Curitiba, até julho de 2019. Cursou Teologia em Roma, no mesmo Ateneo, entre os anos de 2019 e 2022. Emitiu a Profissão Perpétua em janeiro de 2021.

(Com informações dos Legionários de Cristo)

Deixe um comentário