Dom Fernando Figueiredo preside missa na memória do fundador da Ordem da Cruz de Malta

Beato Gerardo viveu no século XI. Atualmente, a Soberana Ordem de Malta realiza trabalhos humanitários no Brasil e em mais de 100 países

REDAÇÃO

Dom Fernando Figueiredo preside missa na memória do fundador da Ordem da Cruz de Malta
Ordem da Cruz de Malta

Dom Fernando Antônio Figueiredo, Bispo Emérito de Santo Amaro, celebrou, em 13 de outubro, missa na data da memória litúrgica do fundador da Ordem de Malta, o Beato Gerardo.

A liturgia foi organizada pelos dirigentes da Associação dos Cavaleiros da Soberana Ordem de Malta de São Paulo e  Brasil Meridional e realizada na Capela dos Cavaleiros, na Igreja Nossa Senhora do Brasil, com a participação de membros e amigos da Ordem. 

Beato Gerardo

A origem de Gerardo é ainda discutida: não se sabe ao certo se era italiano ou francês.  Foi para Jerusalém onde, na segunda metade do século XI, juntamente com um grupo de comerciantes da então República marítima de Amalfi, próxima de Nápoles, ocupou-se da direção de  um hospital, ligado à igreja de São João, que recebia peregrinos que procuravam a Terra Santa, especialmente os doentes,  que eram ali tratados. 

Esse trabalho em grupo, marcado por um profundo sentimento religioso, evoluiu para a constituição de uma Ordem Religiosa fundada por Gerardo, e inspirada pela regra de Santo Agostinho.

A nova Ordem, já existente na época da Primeira Cruzada, veio a ser aprovada solenemente em 15 de fevereiro de 1113 pelo Papa Pascoal II, por meio da carta apostólica Pie Postulatio Voluntatis,  enviadas para “Gerardo, mestre e superior do Hospital de Jerusalém, e para  seus assessores legítimos”. 

Depois de receber a aprovação apostólica, Gerardo continuou a viver em Jerusalém até sua morte, em 1120. 

Dom Fernando Figueiredo preside missa na memória do fundador da Ordem da Cruz de Malta
Reprodução

A Ordem de Malta

A Soberana Ordem de Malta realiza trabalhos humanitários no Brasil e em mais de 100 países. Mantém mais de 1,5 mil hospitais e inúmeros ambulatórios nos cinco continentes, atendendo sempre os mais humildes e necessitados.

 Em São Paulo

Na cidade de São Paulo, no bairro do Jabaquara, há cerca de 50 anos a Ordem tem prestado atendimento à população carente; e desde 1984 mantém  o Centro Assistencial Cruz de Malta,  onde funcionam um Centro Médico e Socioeducativo (oferece consultas em pediatria, oftalmologia, otorrinolaringologia, clínica geral, ginecologia, obstetrícia e atendimento odontológico), uma creche (que atende 220 crianças em regime de semi-internato), um centro de juventude, além de outras atividades voltadas para a comunidade carente.

Colaboram com o Centro mais de 400 voluntários de diversas áreas profissionais: médicos, dentistas e assistentes sociais, entre outros.

Em todas as atividades que desenvolvem, os membros da Ordem de Malta procuram viver seus carismas fundamentais, derivados das ações do Beato Gerardo e seus companheiros de ideal:  a assistência aos doentes e aos necessitados, como expressão e testemunho  da fé católica que professam.

 (Textos e fotos: Reinaldo Antônio)

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter