Dom Odilo destaca que evangelizar deve ser o foco da ação pastoral na comunicação

Em reunião geral do Vicariato Episcopal para a Pastoral da Comunicação, na noite da segunda-feira, 10, na Cúria Metropolitana, o Cardeal Odilo Pedro Scherer dialogou com os membros das coordenações arquidiocesana e regionais da Pastoral da Comunicação (Pascom) e com os diretores, editores e coordenadores dos veículos de comunicação e da assessoria de imprensa da Arquidiocese de São Paulo.

Inicialmente, o Padre Bruno Muta Vivas, Coordenador de Mídias Digitais da Arquidiocese de São Paulo, apresentou detalhes sobre o novo layout e a reconfiguração do portal ArquiSP (https://arquisp.org.br), que deverá ser lançado em agosto, com melhor navegabilidade aos usuários, páginas mais bem detalhadas da biografia do Arcebispo e dos bispos auxiliares, das informações e notícias das regiões episcopais, paróquias e demais organismos da Arquidiocese e de instituições católicas na cidade, além de maior facilidade para acesso aos conteúdos publicados no O SÃO PAULO e no folheto Povo de Deus em São Paulo, bem como os veiculados pela rádio 9 de Julho.

Após a apresentação, tanto o Arcebispo Metropolitano quanto o Padre Michelino Roberto, Vigário Episcopal para a Pastoral da Comunicação, ressaltaram que sempre deve haver uma atenção constante quanto à atualização dos conteúdos do portal e das mídias arquidiocesanas.
Também foi apresentada a incidência das publicações da Arquidiocese nas redes sociais. Dom Odilo exortou que os agentes da Pascom ajudem a difundir a edição semanal do O SÃO PAULO, bem como as notícias postadas no site do jornal e as publicações audiovisuais e impressas do Arcebispo.

Padre Antonio Francisco Ribeiro e Irmã Viviani Moura, FSP, respectivamente coordenador e vice-coordenadora da Pascom arquidiocesana, falaram sobre os avanços alcançados por esta Pastoral no último ano, como o aumento no número de agentes, sua melhor estruturação nas paróquias e a maior capilaridade de ações, incluindo a realização de formações, conteúdos temáticos publicados no jornal e a criação de um programa na rádio da Arquidiocese.
Dom Odilo ressaltou que a Pascom não deve se atentar apenas ao fazer técnico, mas também à dimensão evangelizadora da comunicação, com seus agentes estando em comunhão com todas as questões postas pela Igreja em âmbito arquidiocesano, nacional e universal.

Por fim, o Arcebispo lembrou que o regulamento do Vicariato da Comunicação está em processo de atualização e pediu que também seja elaborado um plano de ação, com metas a médio e longo prazo. “Como o Vicariato pode contribuir com a vida e a missão da Igreja? E sempre lembrando que essa vida e missão tem como horizonte o Sínodo universal, com os eixos comunhão, participação e missão; e o sínodo arquidiocesano, com os eixos comunhão, conversão e renovação missionária”, enfatizou. “Que a pastoral na comunicação não seja apenas fazer muitas atividades, mas que tenha diante dos olhos contribuir com a ação missionária da Igreja”, completou, agradecendo o empenho de todos para que a comunicação arquidiocesana seja cada vez mais viva e dinâmica.

Fernando Arthur
guest
1 Comentário
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Professor Marcos Rubens Ferreira
Professor Marcos Rubens Ferreira
5 dias atrás

Importantíssimo resgatar a missão evangelizadora de todos os serviços da Igreja, ativismo é sempre um risco personalista.