Dom Odilo: ‘Vivamos todos nós o nosso dom na medida da caridade’

Arcebispo de São Paulo celebrou ação de graças pelos 20 anos de episcopado

Dom Odilo: ‘Vivamos todos nós o nosso dom na medida da caridade’
Cardeal Odilo Scherer (Foto: Luciney Martins/O SÃO PAULO)

O Cardeal Odilo Pedro Scherer presidiu no domingo, 30 de janeiro, na Catedral da Sé, a missa em ação de graças pelo 20º ano de sua ordenação episcopal, que será comemorado na quarta-feira, 2.  

A Eucaristia foi concelebrada por bispos – entre os quais Dom Pedro Luiz Stringhini, Bispo de Mogi das Cruzes (SP) e Presidente do Regional Sul 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), e sacerdotes. 

Gaúcho de Cerro Largo, o filho de Edwino Scherer e Francisca Wilma Steffens Scherer nasceu em 21 de setembro de 1949. Cresceu em Toledo (PR), onde foi ordenado Padre em 7 de dezembro de 1976. Nessa Diocese, exerceu diversas funções pastorais. 

Quando foi nomeado Bispo Auxiliar de São Paulo por São João Paulo II, em 28 de novembro de 2001, Dom Odilo era oficial da Congregação para os Bispos, no Vaticano, e colaborava em paróquias de Roma. Recebeu a ordenação episcopal na Catedral de Toledo, tendo como ordenante principal o então Arcebispo de São Paulo, Cardeal Cláudio Hummes, e como coordenantes, Dom Armando Círio, Arcebispo Emérito de Cascavel (PR), in memoriam, e Dom Anuar Battisti, então Bispo de Toledo e atual Arcebispo Emérito de Maringá (PR). 

Em São Paulo 

Como Bispo Auxiliar da Arquidiocese, Dom Odilo foi designado vigário episcopal para a Região Santana, função que exerceu até 2005. Entre 2003 e 2007, também foi Secretário-Geral da CNBB.

Em 20 de março de 2007, com a nomeação de Dom Cláudio Hummes como Prefeito da Congregação para o Clero, no Vaticano, o Papa Bento XVI nomeou Dom Odilo como Arcebispo de São Paulo. 

Na homilia da missa do dia 30, o Cardeal recordou que as duas décadas de seu ministério episcopal foram inteiramente dedicadas à Igreja em São Paulo, primeiro como Bispo Auxiliar e depois como Arcebispo. 

“O povo de São Paulo é muito bom, acolhedor e generoso. Fico muito admirado com o carinho que vocês têm em relação ao bispo, aos padres e ao Papa. Isso manifesta um profundo sentimento de identificação com a Igreja Católica”, afirmou o Cardeal, que  pediu a oração dos fiéis por seu ministério.

Graça de Deus 

Dom Odilo salientou, ainda, que o sacerdócio e o episcopado não são carreiras nem consistem na busca de vaidades e satisfações pessoais. Ele recordou as palavras de Santo Agostinho, que afirmava aos fiéis: “Para vós sou bispo; convosco sou cristão”. 

“Sim, agradeço todos os dias pela vocação, pelo chamado”, afirmou o Cardeal, acrescentando que jamais imaginou que um dia seria designado para exercer uma missão em São Paulo, cidade que nem conhecia. 

Referência 

Ao saudar o Arcebispo, em nome dos bispos do estado de São Paulo, Dom Pedro Luiz ressaltou: “O ministério episcopal de Dom Odilo é muito frutuoso e sua pessoa é uma grande referência para a Igreja, em especial para esta Arquidiocese, para esta província eclesiástica e para o nosso Regional, portanto, as 43 dioceses do estado de São Paulo”. 

Dom Carlos Lema Garcia, Bispo Auxiliar da Arquidiocese, recordou que, durante os 20 anos de episcopado do Cardeal Scherer, quase 20 bispos auxiliares passaram pela Igreja em São Paulo e tiveram contato próximo com Dom Odilo. “Nós aprendemos com suas palavras, com sua experiência, seu conhecimento como pastor. Vemos que o senhor nos ensina a ter um grande amor e dedicação à Igreja… Aprendemos também com o senhor a cultivar a comunhão com o Papa Francisco”, afirmou. 

“Que a comemoração desta data suscite em nós a consciência de que todos somos convocados por Deus a dar a nossa parcela de colaboração à missão da Igreja de Jesus Cristo”, afirmou o Padre Ricardo Cardoso Anacleto, em nome do clero arquidiocesano. “Dom Odilo, que no exercício do seu ministério o senhor continue a anunciar todos os dias as graças incontáveis de Deus por meio da sua vida”, completou. 

Dom Odilo: ‘Vivamos todos nós o nosso dom na medida da caridade’
Dom Odilo recebe de presente uma cruz episcopal (foto: Luciney Martins/O SÃO PAULO)

A cruz de Cristo 

Como presente da Arquidiocese, o Cardeal recebeu uma cruz episcopal. Ao agradecer a homenagem, ele ressaltou que todo bispo leva no peito uma cruz, sinal da sua identificação com Jesus crucificado. 

O Cardeal Scherer relatou, ainda, que estava usando na celebração a cruz peitoral que ganhou de presente de São João Paulo II logo após ser nomeado bispo. Ele contou que, antes de deixar Roma para vir a São Paulo, teve a oportunidade de concelebrar a Eucaristia com o então Pontífice em sua capela privada. Nessa ocasião, o Santo Padre impôs nele essa insígnia comemorativa do jubileu que acabara de ser celebrado na Igreja e, por isso, tem inscrita em seu verso a frase: “Duc in altum” (“Avance para águas mais profundas” – Lc 5,4). 

Por fim, o Arcebispo exortou: “Vivamos todos nós o nosso dom na medida da caridade” e novamente recordou Santo Agostinho, que definia o episcopado como um “ofício de amor”. 

Deixe um comentário