Fé, oração e reconciliação marcam o Summer Beats DNJ 2022

Evento reuniu 40 mil jovens para celebrar o Dia Nacional da Juventude na Arquidiocese

Fé, oração e reconciliação marcam o Summer Beats DNJ 2022, Jornal O São Paulo
Fotos: Luciney Martins/O SÃO PAULO

Um verdadeiro retiro a céu aberto. Assim foi o festival Summer Beats DNJ 2022, realizado no domingo, 6, no Parque de Material Aeronáutico de São Paulo (PAMA-SP), anexo ao aeroporto Campo de Marte, em Santana, na zona Norte da capital paulista. 

O evento, promovido pelo Setor Juventude da Arquidiocese de São Paulo (Sejusp) em parceria com a produtora Summer Beats, não acontecia havia dois anos, devido à fase mais crítica da pandemia de COVID-19. 

A atividade, que também marcou as comemorações do Dia Nacional da Juventude (DNJ), teve a presença de 40 mil jovens. Eles participaram de momentos de oração e shows de atrações musicais conhecidas do público católico: Eliana Ribeiro, Tony Allyson, Adoração e Vida, Colo de Deus, Rosa de Saron, Fraternidade São João Paulo II, Naldo José, Padre Fábio de Melo e Missionário Shalom. 

ROSÁRIO 

Mas a novidade deste ano deu o tom de todo o festival: a oração do Rosário, conduzida pelo Frei Gilson Azevedo, religioso da Congregação dos Carmelitas Mensageiros do Espírito Santo, conhecido por conduzir orações pelas redes sociais com milhões de seguidores. 

Os portões do PAMA-SP foram abertos às 6h, e uma multidão de jovens vindos de diversas partes da cidade e até do interior do estado já aguardava para entrar. Às 7h, começou a oração do Rosário, intercalada com meditações e cânticos. 

Fé, oração e reconciliação marcam o Summer Beats DNJ 2022, Jornal O São Paulo

“Eu cheguei por volta das 8h e fiquei impressionado ao ver cerca de 15 mil jovens rezando o Rosário diante do Santíssimo Sacramento”, afirmou ao O SÃO PAULO Dom Carlos Lema Garcia, Bispo Auxiliar de São Paulo e Referencial para o Setor Juventude na Arquidiocese. 

O Bispo destacou, ainda, que esse momento de oração foi a oportunidade de os jovens fazerem um profundo exame de consciência para despertar o desejo de reconciliação com Deus. E isso foi visto nas enormes filas para as Confissões atendidas por diversos sacerdotes que se revezavam no local durante todo o dia. 

Inclusive Dom Carlos passou horas atendendo Confissões, assim como Dom Jorge Pierozan, Bispo Auxiliar da Arquidiocese na Região Santana. No fim da tarde, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, se juntou aos sacerdotes, e passou cerca de duas horas ouvindo as Confissões. 

Os jovens também puderam se recolher em oração na tenda em que Jesus Eucarístico ficou exposto o tempo todo para adoração. 

Fé, oração e reconciliação marcam o Summer Beats DNJ 2022, Jornal O São Paulo

CHAMADO À SANTIDADE 

O ponto alto do Summer Beats DNJ 2022 foi a missa presidida por Dom Carlos. “Estamos aqui para mostrar a todo mundo que os jovens amam a Deus, que querem seguir Jesus Cristo de perto; que amam o Papa, a Igreja e estão dispostos a contribuir para que o mundo seja melhor”, afirmou na homilia. 

Dom Carlos definiu como uma providente coincidência celebrar o evento na Solenidade de Todos os Santos. Ele explicou aos jovens que santos são todos aqueles que habitam a glória celeste e contemplam Deus face a face. “Alguns desses foram declarados formalmente como santos pela Igreja, ao canonizá-los. Mas hoje, a Igreja celebra todos os outros santos que ainda não foram canonizados e que gozam da alegria da presença de Deus”, completou. 

Fé, oração e reconciliação marcam o Summer Beats DNJ 2022, Jornal O São Paulo

“Esses santos que estão no céu lutaram com dificuldades parecidas às nossas, tropeçaram e tiveram que recomeçar muitas vezes, como nós. Tiveram tentações, erros, falhas, defeitos semelhantes aos nossos... Caíram, pecaram... Porém, todos eles têm algo em comum: nunca ficaram caídos, sempre se levantaram e, quando a morte os surpreendeu, estavam perseverando na sua fé”, afirmou Dom Carlos, sublinhando aos jovens que a santidade não é um privilégio para poucos, mas, sim, um chamado para todos. 

Entre os muitos exemplos de jovens que testemunharam a santidade, o Bispo recordou o adolescente italiano Carlo Acutis, que morreu em 2006, aos 15 anos, e foi beatificado em 2020, considerado apóstolo do amor de Cristo nas redes de internet. “Um bem-aventurado de calça jeans, camiseta, tênis e mochila nas costas. Você mesmo pode ser santo como ele... Ele fazia um uso inteligente e positivo da internet, colocando suas habilidades informáticas a serviço da evangelização”, disse. 

Fé, oração e reconciliação marcam o Summer Beats DNJ 2022, Jornal O São Paulo

Por fim, o Bispo Auxiliar da Arquidiocese lembrou os caminhos indicados para a busca da santidade e vivenciados por todos os santos: a oração, santificação do trabalho e do estudo e a vivência dos sacramentos, especialmente a Eucaristia e a Reconciliação. 

O festival Summer Beats DNJ 2022 foi concluído com a bênção do Santíssimo Sacramento, conduzida por Dom Carlos, que enviou todos os jovens a testemunharem o que viveram naquele dia. Ele destacou, ainda, que o evento foi uma prévia do que poderá ser vivido na Jornada Mundial da Juventude de 2023, em Lisboa, Portugal. 

(Colaborou: Comunidade Canto de Maria) 

1 comentário em “Fé, oração e reconciliação marcam o Summer Beats DNJ 2022”

Deixe um comentário