Fiéis da Área Pastoral Nossa Senhora das Flores celebram a padroeira

Fiéis da Área Pastoral Nossa Senhora das Flores celebram a padroeira, Jornal O São Paulo
Nathan de Almeida

Na sexta-feira, 22, os fiéis da Área Pastoral Nossa Senhora das Flores, no Jardim Santo André, extremo Leste da capital, celebraram sua padroeira, em missa presidida pelo Padre João Batista de Oliveira, SVD, Superior Provincial da Congregação Missionária do Verbo Divino (Verbitas), e concelebrada pelos Padres Romanus Hami, SVD, Pároco, e Peter Kumar, SVD. 

Na homilia, Padre João recordou a aparição de Nossa Senhora das Flores, que ocorreu no inverno rigoroso de 1336, na cidade de Bra, em Cuneo, nordeste da Itália, quando Nossa Senhora ajudou uma mulher grávida, Egídia Mathis, que voltava para casa quando foi assediada por dois soldados mal-intencionados. Desesperada, não sabendo como se defender de ambos, Egídia correu até cair de joelhos diante da imagem mariana, invocando seu auxílio. Uma luz muito forte saiu do nicho e atingiu os dois soldados, que fugiram apavorados. A moça, cansada da exaustiva corrida, teve antecipadas as dores do parto e deu à luz um menino entre os arbustos das ameixeiras silvestres, ressequidos pelo rigoroso inverno. 

Os parentes, sabendo da prodigiosa aparição, espalharam a notícia enquanto se dirigiam ao local, mas lá não encontraram nada, a não ser as ameixeiras silvestres maravilhosamente floridas, apesar da rígida estação. A surpresa maior foi notar que as que estavam mais distantes do muro que as cercavam continuavam sem flores. Logo se construiu uma capela no local, que em 1626 foi substituída por um santuário, onde se ergueu uma coluna para abrigar a imagem mariana. 

A cada inverno se repete o misterioso e excepcional desabrochar das flores brancas de Nossa Senhora, com antecipação de três meses. 

NATHAN DE ALMEIDA
Colaboração especial para a Região Episcopal Belém

Deixe um comentário